segunda-feira, 31 de março de 2008

Blog do Noblat

Blog do Noblat :
"Obama 10 pontos à frente de Hillary
O instituto Gallup divulgou mais cedo uma pesquisa realizada entre os dias 27 e 29 de março a respeito da eleição presidencial dos Estados Unidos. Barack Obama, senador por Ilinois, aparece 10 pontos à frente de sua adversária, a senadora por Nova Iorque Hillary Clinton. Só foram ouvidos eleitores do partido Democrata, que abriga os dois pré-candidatos. Ele ficou com 52% das intenções de votos, e ela com 42%.
Uma outra pesquisa do Gallup, entre os dias 25 e 29 de março, aponta a vitória do candidato republicano John McCain, tanto contra Obama (por 3 pontos de vantagem), quanto com Hillary no páreo (4 pontos de diferença).
Para vencer a corrida pela indicação do partido Democrata, um dos dois pré-candidatos terá de atingir a marca de 2025 delegados. Até o momento Hilary tem 1486, contra 1625 de Obama, segundo a rede de TV CNN.
Os delegados são divididos de acordo com o número de votos que cada pré-candidato recebe nas prévias eleitorais realizadas na maioria dos estados norte-americanos.
No início do mês passado, Hillary tinha 11 pontos de vantagem sobre Obama, segundo o Gallup."

DESFILE DO MUNÍCIPIO

Fabiana Andrade 2006



Egito

http://video.google.es/videoplay?docid=6361649053258950296

De Olho na Capital

De Olho na Capital:
"GENTE ATRASADA
Dia desses li uma notícia que os norte-americanos estão usando menos o automóvel. Pressionados pelo preço da gasolina, cada vez mais gente está experimentando deixar o carro em casa. Pelo menos uns 60% mudaram algum hábito automotor nos últimos tempos.

São uns caipiras. Uns atrasadões medrosos. Só agora, depois das últimas altas, o preço da gasolina deles está chegando perto da nossa. Mas ainda está mais barata que a gasolina vendida em Florianópolis.

E eles têm carros melhores e mais baratos que os nossos e ganham salários mais altos que os nossos: não tem sentido andar de ônibus. Nem de bonde, trem ou metrô. Um dia a gente ainda vai ter que ensinar a eles como se locomover nas cidades."

Ancelmo Gois

Ancelmo.com - Ancelmo Gois: O Globo Online:
"Aliás...
Não é só na CLT que Arlindo Chinaglia, o presidente da Câmara, encomendou um pente fino. Outro grupo faz trabalho similar para atualização das leis que tratam da área de meio ambiente."

domingo, 30 de março de 2008

DESFILE DE ANIVERSÁRIO DO MUNÍCIPIO

Paulo Alceu

Paulo Alceu:

"Será que o PMDB e o PT estão se aproximando no Estado? Há quem fale em dobradinha em 2010: Ideli governadora e LHS senador."

sábado, 29 de março de 2008

O PIB

Charges


É brincadeira

sexta-feira, 28 de março de 2008

Parabéns ao deputado Fontana!

Deputado Henrique Fontana PT/RS, descobriu algo sublime: As CPIs são usadas para fazer luta política. Parabéns deputado!

O professor Ozório errou?

O professor Ozório Alceu Feline esfaqueado por um aluno em Vacaria (RS), no dia 17 de março veio a falecer essa semana. O caso deve levar nós professores e toda a sociedade a refletir sobre a violência que vem se aproximando perigosamente das nossas escolas. No início do mês, se não me engano em SP, uma aluna colocou fogo em outra no final da aula, alegando legitima defesa.
Pois bem, esses casos de violência tem aparecido, seguidamente, e outras centenas de casos, tem sido abafados por professores, diretores e orientadores. Não chegou o momento de refletirmos sobre a violência nas escolas?
O professor Ozório tentava separar uma briga entre duas estudantes, duas meninas, repare bem, e acabou esfaqueado pelo namorado de uma das valentonas.
Está semana troquei umas idéias com uma colega e perguntei para ela, em caso de briga entre os alunos o que devemos fazer? Entrar no meio, separar e arriscar levar uma facada, ou deixar a porrada correr solta?
O fato se desenrolando dentro da escola por obrigação profissional, temos o dever de separar, e sendo fora, bom sendo fora, a sociedade que responda o que deve ser feito para conter a violência entre os jovens?
A família do professor Ozório vai receber alguma indenização? E os demais professores e jovens que vem sofrendo agressões dentro das escolas o que devem fazer?
O professor Ozório errou ao tentar separar a briga?

Blog - Josias de Souza

Blogs - Josias de Souza: "Lula participou, nesta quinta-feira (27), de um fórum de empresários brasileiros e mexicanos. Aconteceu no Recife (PE). Em discurso, o presidente disse ter disparado um par de telefonemas para George Bush. Contou que o colega norte-americano abespinhara-se com declarações que ele fizera.

O presidente relatou assim um dos telefonemas: 'Eu liguei para ele para falar: Bush, o problema é o seguinte meu filho, nós ficamos 26 anos sem crescer. Agora que a gente está crescendo vocês vêm atrapalhar. Resolve, resolve a tua crise.'

Irônico, Lula disse aos empresários que, se a Casa Branca desejar, o Brasil pode ensinar como “salvar bancos”. Disse que ele mesmo não vai dar lições. Mas, em referência indireta a FHC, afirmou que há, no Brasil, quem possa ensinar.

Afora a crise, que, no dizer de Lula, sempre elástico, 'pode não ser tão grande, como a gente imagina, mas pode ser maior do que a gente imagina', o presidente discorreu aos empresários sobre o Bolsa Família. Referiu-se ao programa com uma analogia bíblica: 'A multiplicação dos pães que Cristo falava é justamente essa.' Ou seja, Lula, que achava que era Deus, agora parece já ter certeza"

Momento Cultural com Wanessa Galvão


quinta-feira, 27 de março de 2008

Tobby entrevista - Glutchen

Charge

Paulo Alceu

Paulo Alceu:
"Incômodo
Os mais próximos do governador Luiz Henrique reconhecem seu desconforto e contrariedade quando o assunto é o julgamento no TSE. Embora a maioria acredite que não acorrerá a cassação, apenas o fato de colocar em suspeição um ato de governo está incomodando e muito o governador. Aliados comentam que a imagem positiva de uma administração eficiente acaba abrindo espaço para um ato interpretado como negativo anulando tudo é que bom."

RS URGENTE

RS URGENTE:
"Morte de professor é sinal de alerta



O CPERS/Sindicato divulgou nota lamentando e se solidarizando com familiares e amigos do professor Ozório Alceu Feline, 45 anos, que morreu nesta quarta-feira (26), em Vacaria. Feline foi atingido, no dia 17, com uma facada no abdômen desferida por um aluno de 18 anos enquanto tentava separar uma briga envolvendo duas alunas na Escola Técnica Estadual Bernardina Rodrigues Padilha. O autor da facada, que já teve passagens pela polícia, foi preso em Caxias do Sul.

Para o CPERS, a morte de Feline, infelizmente, não é um fato isolado. Casos de agressão, moral e física, a professores e funcionários de escola, e mesmo entre alunos, têm se alastrado pelas escolas do RS, sem que nenhuma providência, até então, tenha sido tomada pelas autoridades. “Está se tornando cada vez mais perigoso trabalhar nas escolas do estado, pois é crescente o número de ameaças e, em alguns casos, de agressão”, diz o sindicato."

Remessas de emigrantes crescem a cada ano

Confira no vídeo da notícia:
http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM755595-7823-REMESSAS+DE+EMIGRANTES+CRESCEM+A+CADA+ANO,00.html

quarta-feira, 26 de março de 2008

Eleições no Paraguai e miopia da imprensa brasileira

Escrito por Pe. Alfredo J. Gonçalves
07-Fev-2008

Impressiona a cegueira ou miopia dos grandes Meios de Comunicação Social brasileiros. Desde algum tempo, como sabemos, vêem dando ampla cobertura ao processo eleitoral dos Estados Unidos. Os candidatos à presidência desse país, tanto do partido democrata quanto republicano, têm desfilado com uma freqüência inusitada, seja nas páginas dos principais periódicos, seja nos rádio e telejornais diários.

Em contrapartida, o que sabemos, ou melhor, o que sabe o povo brasileiro sobre o processo eleitoral do vizinho Paraguai? Quem são os candidatos à presidência e quais as novidades do atual processo? Ora, enquanto as eleições estadunidenses representam um cenário mais ou menos familiar, sem grandes rupturas com o passado, no país vizinho, ao contrário, verifica-se um fato novo que, por si só, mereceria maior atenção da mídia e dos cientistas políticos em geral.

O fato novo chama-se Fernando Lugo, um dos atuais candidatos à presidência da República Paraguaia. Trata-se de um ex-bispo, historicamente vinculado às lutas camponesas, e que, segundo as pesquisas, vinha ameaçando a hegemonia política do partido colorado, há mais de seis décadas no poder. Da mesma forma que Lula e Evo Morales, Lugo tem suas raízes mergulhadas nos movimentos e nas causas populares.

Ao lado de Fernando Lugo, outros candidatos disputam a presidência: Lino Oviedo, autor de um golpe de Estado fracassado, ex-exilado político no Brasil e recente prisioneiro político no Paraguai; Blanca Avelar, pelo partido colorado, abertamente apoiada pelo atual presidente, Nicanor Duarte Frutos; e Pedro Fadul, por um partido de oposição.

Convém lembrar que Oviedo teve sua prisão suspensa pelo Poder Judiciário com a clara intenção de comprometer a preferência do eleitorado por Fernando Lugo. E convém não esquecer, ademais, que o presidente Lula e seu governo, embora com uma trajetória política semelhante à de Lugo, parecem pender mais para Lino Oviedo, que na verdade representa a continuidade da política paraguaia, onde, notória e escandalosamente, a corrupção está na ordem do dia.

Tudo isso vem sendo ignorado ou conscientemente encoberto pela grande imprensa brasileira. Com maior estranheza, ainda, se consideramos que as eleições no Paraguai estão às portas, marcadas para o mês de abril, ao passo que nos Estados Unidos ocorrerão somente no final do ano. No ar fica a pergunta: quais as razões desse silêncio? O certo é que, como em épocas passadas, o Brasil mais uma vez vira as costas para a história de seus vizinhos hispano-americanos e se rasga em notícias diante dos acontecimentos da Europa e Estados Unidos.

No caso das eleições paraguaias, há um agravante. É sabido que Fernando Lugo, por estar fortemente ligado às causas populares, promete rever, entre outras coisas, o contrato binacional da hidrelétrica Itaipu. O contrato foi firmado no tempo dos militares e apresenta cláusulas lesivas aos interesses do povo vizinho.

Talvez uma forma de reverter esse quadro de desconhecimento quanto ao que ocorre do outro lado da fronteira fosse incorporar na agenda dos debates nacionais a revisão do tal contrato entre os governos brasileiro e paraguaio. Não será essa uma dívida que “seguimos teniendo con nuestros hermanos paraguayos”?

Pe. Alfredo J. Gonçalves

terça-feira, 25 de março de 2008

Carrinho de pipoca

Léo Lince
Houve um tempo não faz muito, embora pareça tão distante - quando o Partido dos Trabalhadores jogava um papel totalmente distinto do que joga hoje. Era um partido de perfil forte. Afirmava idéias e se firmava com base nos valores imateriais da nitidez de programa e no compromisso ativo com sua base social. Emulava os demais partidos e chacoalhava o sistema partidário no sentido da renovação da nossa cultura política. Fazia gosto ver.
Naquele tempo, entre as músicas que animavam os militantes petistas nos embates eleitorais, havia um jingle que dizia mais ou menos o seguinte: “não é que a gente seja diferente/os outros é que são tão iguais...”. Envolta em melodia suave, a afirmação forte estava respaldada na realidade. Era uma maneira delicada de dizer que partidos de verdade, capazes de expressar na política o dinamismo do movimento social, são indispensáveis para a consolidação da democracia.
Sem partido sério, o voto popular se esteriliza como instrumento de mudança. Bons tempos aqueles. Durou pouco, mas foi uma experiência positiva. Um episódio daquele período voltou à baila nos jornais da semana passada na forma de suíte de contraponto ao namoro paulista Lula/Quércia. Falo da referência ao debate, que se tornou célebre, onde o velho Orestes procurou desqualificar o postulante Lula. Ao alegar que ele não tinha experiência, pois nunca administrara sequer um carrinho de pipoca, tomou pela proa a resposta fulminante: “também nunca roubei pipoca”. Uma frase apenas, mas suficiente para demarcar, no contexto da época, dois mundos que não se misturavam.
Hoje o quadro é outro. O PT não é mais o PT. Deixou de ser novidade renovadora da cultura política e se dissolveu na geléia geral. Quem viveu aquele período custa a acreditar, mas a constatação é inevitável. O partido se desfez da sua identidade tão duramente construída com uma rapidez vertiginosa.
Era um partido da sociedade, agora está acoitado na máquina do Estado. Buscava mobilizar os movimentos sociais, agora os desmobiliza no conformismo com o modelo dominante. Enterrou as bandeiras da ética e agora chafurda na pequena política. Não é mais nem sombra do que foi. Se alguém cantar aquele jingle numa roda de filiados certamente será tomado como um provocador.
O retrato em branco e preto estampado nos jornais é um documento contundente do que está em curso em São Paulo, berço e túmulo do PT como novidade política. O velho Orestes estava à vontade no palácio do Lula. Não são mais expressões de mundos que não se misturam. Pelo contrário. Falam a mesma língua, expressam o mesmo tipo de política. As farpas daquele antigo debate estão enterradas no passado. Reconciliados no cultivo dos mesmos valores, onde a política se materializa no puro interesse, estão perfeitamente afinados. Um dos dois mudou muito. Agora trabalham juntos no mesmo carrinho de pipoca.
Léo Lince é sociólogo.

Vergonha

Blog do Noblat :

"54 mil pessoas com câncer esperam por radioterapia
Radioterapia é fundamental para sucesso no combate ao câncer
De Cláudia Collucci:

Ao menos 54 mil pessoas com diagnóstico de câncer no país estão em filas de espera para a radioterapia, segundo dados do Ministério da Saúde. Dessas, 32,4 mil dependem do SUS (Sistema Único de Saúde). O restante são usuários de planos e convênios de saúde. O problema se agravou nos últimos meses porque os serviços de radioterapia tiveram que se adaptar a uma norma da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que determinou a desativação de máquinas antigas que colocavam em risco a saúde de pacientes. "

Programa de Aceleração das Candidaturas

Já estão dizendo que o PAC é o Programa de Aceleração das Candidaturas. Esse povo é fogo. O fato é que o canteiro de obras da ministra Dilma está demorando para ser construído, mas a propaganda do dito PAC essa sim é eficiente e rápida.

Paulo Henrique Amorim

É uma choradeira só na Internet, porque o site do Paulo Henrique Amorim foi tirado do ar no IG. O cara se transformou numa espécie de Che Guevara dos internautas, que seguem religiosamente tudo o que o homem publica, é uma verdadeira legião de fãs disposta a um cruzada punitiva contra o IG.

Record X Globo

A Record tem feito de tudo para bater a rede globo em audiência, investindo em telejornalismo e no sensacionalismo. As sucessivas matérias sobre padres pedófilos, por exemplo nos dão a nítida impressão que mais da metade dos pedófilos em atuação no mundo são padres, o que parece estar bastante longe da verdade. Só para polemizar existem mais padres pedófilos do que jornalistas ou pastores?

segunda-feira, 24 de março de 2008

A Polícia Rodoviária Federal continua dando mole

A Polícia Rodoviária Federal continua dando mole na fiscalização. Pouco carros são parados, o abuso de velocidade ainda é uma constante, e inclui ônibus e caminhões. E para piorar foi cancelado o concurso para contratar novos policiais.

A defesa da Amazônia

O Brasil não pode ser incompetente na defesa da Amazônia. Se falharmos nessa tarefa seremos julgado pelo mundo como um país indigno de receber confiança, para por exemplo ocupar uma vaga no conselho de segurança da ONU.

Crescimento e empregos

Todos concordam só o crescimento da economia pode gerar os milhões de empregos que os Brasileiros tanto necessitam. Acoplado ao crescimento deve vir um maçico investimento no ensino técnico e profissionalizante.

O Brasil condena as FARCs segundo Amorim

Segundo, ainda o ministro Celso Amorim, o governo brasileiro condena as FARCs, mas não defende evidentemente o extermínio físico dos guerrilheiros como parece ser a política do governo colombiano. As coisas parecem um tanto confusas, mas tem alguma lógica.

Qual a proposta do Brasil para o conflito colombiano

O Brasil defende em linhas gerais que as FARCs libertem os reféns, e em troca disso as FARCs virem uma espécie de partido político. Aparentemente é o que o ministro Celso Amorim defende.

Celso Amorim o melhor ministro do governo Lula

O ministro das Relações Exteriores vai se saindo bem há quem o considere o melhor ministro do Governo Lula, em todos os momentos em que o Brasil tem chamado a intervir, interviu com relativo sucesso.

A bancada dos desmatadores

Os maiores desmatadores da Amazônia, encontram zelosos defensores no congresso nacional, dentre eles alguns eminentes parlamentares da chamada base aliada do governo.

O Brasil é o comércio internacional

O Brasil é um país que mantêm relações pacificas com praticamente todos os países do mundo. Essa situação deveria ser melhor explorada pelo Brasil do ponto de vista do comércio internacional. Mas para isso o Brasil deverá se preparar nos próximos meses.

Arrogância

"Arrogância
Um calouro muito arrogante, que estava assistindo a um jogo de futebol, tomou para si a responsabilidade de explicar a um senhor já maduro, próximo dele, por que era impossível a alguém da velha geração entender esta geração.
'Vocês cresceram em um mundo diferente, um mundo quase primitivo', o estudante disse alto e claro de modo que todos em volta pudessem ouvi-lo.'Nós, os jovens de hoje, crescemos com televisão, aviões a jato, viagens espaciais, homens caminhando na Lua, nossas espaçonaves tendo visitado Marte. Nós temos energia nuclear, carros elétricos e a hidrogênio, computadores com grande capacidade de processamento e ...,' numa pausa para tomar outro gole de cerveja.O senhor se aproveitou do intervalo do gole para interromper a liturgia do estudante em sua ladainha e disse: - Você está certo, filho. Nós não tivemos essas coisas quando nós éramos jovens ... por isso nós as inventamos. E você, um bostinha arrogante dos dias de hoje, o que você está fazendo para a próxima geração?Foi aplaudido ruidosamente!
COMENTÁRIO: Uma beleza de resposta, que mostra o desconhecimento de muitos jovens com a História e a falta de respeito com a velha geração. "
Fonte Blog Saiba História

sábado, 22 de março de 2008

quarta-feira, 19 de março de 2008

Terrorista só a Al-Qaeda!

Celso Amorim, ministro das relações exteriores, afirmou recentemente que o único grupo que o Brasil classifica de terrorista é a Al-Qaeda, conforme critérios estabelecidos pela ONU. Em relação às FARCs, o Brasil também não aceita que elas passem a ser consideradas uma força beligerante, como propôs o governo venezuelano. A posição do ministro parece ser bastante razoável, e segue na linha de que os problemas colombianos devem ser resolvidos pelos colombianos.

Vida Global

Vida Global:
"Merkel discursa no parlamento de Israel

A chanceler (primeira-ministra) Angela Merkel tornou-se hoje a primeira chefe de governo da Alemanha a discursar na Knesset, o parlamento de Israel.
O Estado judaico completa 60 anos em maio. Foi criado depois da tentativa da Alemanha nazista de exterminar o povo judeu na Segunda Guerra Mundial (1939-45). Cerca de seis milhões de judeus foram mortos no genocídio conhecido como Holocausto."

Professor é esfaqueado em briga de alunas

Do G1, em São Paulo
O professor Ozório Alceu Feline foi esfaqueado por um aluno em Vacaria (RS). Uma briga entre duas estudantes acabou com um professor esfaqueado, no município de Vacaria (RS), na serra gaúcha. O docente tentava separar, na noite de segunda-feira (17), as duas adolescentes, quando foi golpeado com uma faca por um aluno, namorado de uma das envolvidas, que apenas observava a agressão.

A direção da Escola Técnica Estadual Bernardina Rodrigues Padilha suspendeu as atividades nesta terça-feira (18) em solidariedade ao docente.

O professor Ozório Alceu Feline, 45 anos, está internado em estado estável no Hospital Estadual Nossa Senhora da Oliveira, segundo o cirurgião Luís Fernando de Abreu Júnior. O médico informou que ele foi atingido no abdome com uma facada, mas não corre perigo.

O jovem de 18 anos que desferiu a facada no professor está foragido. Segundo o delegado responsável pelo caso, Carlos Alberto de Fabri, a prisão preventiva do suspeito, apontado por testemunhas da briga, já foi solicitada à Justiça."

terça-feira, 18 de março de 2008

Rascunhos

Democratas exigiram que o governo brasileiro condenassem as FARCs, curioso é que quando estiveram no governo, este governo não condenou as FARCs como grupo terrorista.
*****
Gostaria de viver no país dos discursos dos Democratas. Tudo funcionaria perfeitamente bem e não pagariamos nada de imposto, igualzinho eles fizeram no governo.
*****
Democratas andam zangados com o PSDB, Tudo por contar de que os tucanos não estão empolgados com alianças com os Democratas em cidades importantes. Os tucanos não querem carregar toda herança do ex-PFL.
*****
Ciro Gomes tem jurado de pé junto que amadureceu e será um candidato equilibrado em 2010. É o que veremos.
*****
Ciro Gomes não perde uma chance de cutucar o governador de São Paulo José Serra.
*****
Marta Suplicy ao que tudo indica vai concorrer a prefeitura de São Paulo pelo PT, é a única com condições de bater o "Geraldo", lembram dele, também é candidato.

Março

Quando chegamos no mês de março vamos revendo todos aqueles desejos que elencamos no inicio do ano. Vamos inventariando, aquilo que se realizou, e aquilo, que infelizmente, dificilmente, vai virar realidade e vai ficar simplesmente no plano das nobres intenções.

PT E PSDB VOCÊ DÚVIDA?

PT e PSDB vão ensaiando alianças na Bahia e em Minas Gerais, e vão alimentando o sonho daqueles que querem uma aliança nacional em 2010. Vai ser muito engraçado se vier a se confirmar, imaginem Fernando Henrique e Lula no mesmo palanque se elogiando? Você dúvida?

segunda-feira, 17 de março de 2008

Ela derrubou o governador de Nova York


Ashley Youmans, a garota de programa que vale U$ 5.500 p/h, e que teve relações imprópria com o governador de Nova York. Apenas dois dias depois de ter seu nome envolvido no escândalo, Elio Spitzer, governador de Nova York, anunciou sua renúncia ontem e pediu desculpas ao povo.

Vida Global

Vida Global:
"Tibetanos no exílio falam em centenas de mortes

O governo do Tibete no exílio divulgou nota oficial denunciando que a repressão chinesa contra os protestos em Lhassa causaram centenas de mortes. A China nega ter usado armas letais."

Ferrovias X Rodovias

É triste ver tantos acidentes em nossas rodovias, e saber que o Brasil jogou fora toda sua malha ferrovia, por descaso e interesses escusos.

Sugestão aos evangélicos

É noticia que os evangélicos estão considerando que foram discriminados pela novela das oito. Não sei nada do assunto, não assisto a novela e sujiro que os evangélicos façam o mesmo, boicotem a novela, e aproveitem esse tempo para fazerem outras coisas que podem serem muito úteis para suas vidas.

domingo, 16 de março de 2008

Sindicatos

É necessário que os sindicatos dos servidores públicos repensem a sua atuação, caso contrário correm o risco de se tornarem a cada dia mais fracos.

Charge


Não escolha muito

Quem procura o primeiro emprego não pode se dar ao luxo de escolher muito. Esse parece ser uma boa dica para quem precisa começar a trabalhar, para então ter experiência e buscar novas atividades. Ficar um longo tempo sem trabalho pode ser péssimo.

A imprensa seria uma instituição dispensável ?

A imprensa seria uma instituição dispensável? Ouvindo alguns discursos políticos no Brasil de hoje, parece que a imprensa bem que seria uma instituição dispensável. Quem quer dispensar a imprensa ou limitar sua atuação?

O império do celular

Hoje parece que todo mundo deve ter um celular quem não tem um desses minúsculos instrumentos, parecem ser meno humanos do que os demais. Será que é isso mesmo? Sem celular não existe felicidade?

Saneamento Básico

sábado, 15 de março de 2008

Olha como as coisas são

BLOG DO PROFESSOR ATíLIO:
"O deputado João Matos (PMDB-SC), que conseguiu a presidência da cobiçada Comissão de Educação e Cultura, recebeu R$ 100 mil para o caixa de sua campanha do dono da Brink Mobil, grande fabricante de brinquedos pedagógicos, uniformes e equipamentos escolares."

Charge


Blog da Marta Bellini

Visitem o Blog da Marta Bellini, é um Blog interessante, polêmico e com muitas informações.

O neto do Tancredo

Podem falarem o que quiserem para mim o senhor Aécio Neves, ainda é apenas, o neto do Tancredo.

Quanta lorota falam sobre o tal Foro de São Paulo!

Quanta lorota falam sobre o tal Foro de São Paulo! Será que alguém ainda acredita que exista afinidade do PT com as FARCs? Não consigo dormir de tanto medo do governo Lula implantar o comunismo farquiano no Brasil.

A Corte Portuguesa no Brasil




Charge



U2 - Live (Sao Paulo) - (21) With or without you



Rio Negro & Solimões - Pula Boi Pula Cavalo


Charge

Charge


sexta-feira, 14 de março de 2008

Charge


Charge


Charge


Charge


A MÃE DO PAC

Funcionários públicos

Blog do Murillo de Aragão:
"Mais gastos

O número de funcionários públicos aumentou 0,2% no ano passado, mas a folha de pagamento cresceu 10,7% em relação ao ano anterior. Dados do Ministério do Planejamento revelam que os salários do funcionalismo aumentaram 69,7% desde o inicio do governo Lula, para um crescimento dos quadros de 12,9% (Correio)."

Vida Global

Vida Global:
"Geleiras da Patagônia diminuíram de 10% a 20%

O aquecimento global reduziu as geleiras do sul do continente americano em 10% a 20% nos últimos 20 anos. Dentro de 20 a 30 anos, elas podem desaparecer, adverte Ricardo Villalba, diretor do Instituto Argentino de Neves, Geleiras e Ciências Ambientais de Mendoza.
A geleira de Viedma perdeu 50 metros de espessura e cerca de um quilômetro de comprimento. "

quinta-feira, 13 de março de 2008

Charge


Requião indignado

REQUIÃO MANDA BALA II


Escute o trecho da entrevista de Requião sobre as eleições 2006.

Originalmente publicado no dia dois de dezembro de 2006

Diálogo com as FARCs

Blog do Noblat:
"Brasil rejeita diálogo político com Farc
Amorim diz que tais conversações só poderiam ocorrer se a guerrilha libertasse, unilateralmente, todos os reféns
De João Domingos:
O chanceler Celso Amorim disse ontem, durante audiência pública na Comissão de Relações Exteriores do Senado (CRE), que o Brasil é contrário a iniciar um diálogo político com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). “Isso porque, primeiro, elas teriam de libertar, unilateralmente, todos os seqüestrados”, disse Amorim, que foi questionado por todos os integrantes da CRE sobre as razões pelas quais o Brasil não considera as Farc um grupo terrorista.

Amorim respondeu que o único grupo que o Brasil classifica de terrorista é a Al-Qaeda, conforme critérios estabelecidos pela ONU. Mas, em relação às Farc, o Brasil também não aceita que elas passem a ser consideradas uma força beligerante, como propôs o governo venezuelano."

Charge

terça-feira, 11 de março de 2008

Charge

Charges


El Colorado, Chile

PV

Blog do Noblat:

"PV discute se deixa o governo
O PV vai reunir sua bancada da Câmara na próxima semana para discutir a permanência na base aliada do governo federal. Insatisfeito com ações do Palácio do Planalto, o partido estuda deixar a base de sustentação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Alguns parlamentares da legenda, inclusive, já se declararam independentes do governo. Leia mais em: PV discute se deixa o governo"

Humor

Liza



Mayck e Lyan e Rio Negro e Solimoes - Frio da Madrugada



segunda-feira, 10 de março de 2008

Charge



Paulo Alceu

Paulo Alceu:
"Contraponto
Enquanto vem do governo do Estado a informação de que integrantes da direção do Sinte estão de licença médica o presidente do sindicato, Danilo Ledra, rebate afirmando que apenas a diretora de Finanças, Juaninha de Oliveira, está afastada por problemas de saúde. Os demais, garante Ledra, estão em atividade, ou seja, no momento em greve."

E os guerreiros da América do Sul?

Todo mundo de olho nos guerreiros da América do Sul: Uribe, Rafael Correia, Hugo Chávez . E o negócio acabou em pizza. Melhor assim, mas resta lembrar que o que está pendente naquela região, em nada foi tocado, em breve não será surpresa se novas escaramuças aparecerem, até porque a mão do grande irmão do norte está atuando forte por lá.

Evasão escolar

Blog do Noblat:
"Evasão escolar cresce entre beneficiados do Bolsa-Família
Abandono de estudo aumenta na maioria das 200 cidades dependentes do programa
De Lisandra Paraguassú:
O mais importante programa social do governo Lula, o Bolsa-Família, atende hoje quase um quarto da população do País (45,8 milhões), mas não está conseguindo cumprir um de seus principais objetivos: fazer com que as crianças completem ao menos os oito anos do ensino fundamental. Cruzamento de informações feito pelo Estado, com dados dos Ministérios do Desenvolvimento Social e da Educação, revela que nos 200 municípios onde há mais famílias dependentes do Bolsa-Família a evasão escolar, contando os abandonos da 1ª a 8ª séries, cresceu entre 2002 e 2005. Em alguns casos, o número de crianças que deixam a escola mais do que dobrou. Em todas as cidades mais da metade é atendida pelo programa. Leia mais em 'Evasão escolar cresce entre beneficiados do Bolsa-Família'"

domingo, 9 de março de 2008

Novidade!

Blog do Noblat - Ricardo Noblat: O Globo Online:
"Pessoal do ramo
Da coluna Painel, por Renata Lo Prete:
No rodízio das comissões temáticas da Câmara, pólo de atração dos lobistas que freqüentam a Casa, pelo menos um terço dos novos presidentes são deputados cujas campanhas foram abastecidas por doações de setores interessados nos assuntos ali decididos. A de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio, por exemplo, será chefiada por Jilmar Tatto (PT-SP), que em 2006 recebeu R$ 173 mil de uma indústria de resina e de construtoras. Para a Comissão de Minas e Energia foi eleito Luiz Fernando Faria (PP-MG) -R$ 450 mil de mineradoras, siderúrgicas, empreiteiras e petroquímicas. Viação e Transportes ficou com Carlos Alberto Leréia (PSDB-GO) -R$ 608 mil de montadoras, locadoras de carros, concessionária de rodovias e postos de gasolina.
O deputado João Matos (PMDB-SC), que conseguiu a presidência da cobiçada Comissão de Educação e Cultura, recebeu R$ 100 mil para o caixa de sua campanha do dono da Brink Mobil, grande fabricante de brinquedos pedagógicos, uniformes e equipamentos escolares.
O PT deixou de lado comissões das quais no passado não abria mão, como Educação, CCJ e Direitos Humanos. Em tempos de PAC e de eleição, o partido preferiu Finanças, Desenvolvimento Econômico e Indústria e Ciência e Tecnologia"

Como pode?

Como pode um estado como Santa Catarina instituir um prêmio chamado "educar", que exclui especialmente os aposentados do seu recebimento? O mínimo que um governo decente deveria fazer era tratar com respeito quem durante 25 anos esteve em sala de aula. E o secretário de educação disse que quer valorizar o professor de sala de aula, acredito, é visível, digo melhor risível, a valorização que vem sendo feita.

Paulo Alceu

Paulo Alceu:
"Professores
'Falta sensibilidade.' Foi desta forma que a senadora Ideli Salvatti resumiu seu telefonema com o governador Luiz Henrique quando pediu pela incorporação do abano de R$ 100,00. 'A conversa foi dura. Mas os professores estavam dispostos a ceder para que a incorporação acontecesse mais na frente, no Dia do Professor, não adiantou,' relatou a líder petista desanimada com o comportamento do governo."

Valle Nevado, Chile

Senador Paulo Paím cobra do líder do governo votação de projeto que benefícia aposentados

video

FHC POR LULA

video

Esses espanhóis!

O candidato da oposição na Espanha quer criar o ministério da moral e dos bons costumes. Deus, é a europa é tida por desenvolvida.

Blog do Murillo de Aragão

Blog do Murillo de Aragão:
"Espanha dividida escolhe novo governo

Neste domingo a Espanha elege seu primeiro ministro. Disputam o cargo o atual premiê José Luiz Rodríguez Zapatero do PSOE (Partido Socialista Operário da Espanha) e Mariano Rajoy do PP (Partido Popular). O principal tema da agenda é a imigração. Como isso preocupa os espanhóis, Zapatero e Rajoy prometem aumentar o controle da entrada de imigrantes no país. Nos últimos anos, a Espanha é um dos países que mais recebe estrangeiros.

No entanto, os dois candidatos têm posições distintas em relação ao assunto. Rajoy é mais conservador. Nos debates, prometeu acabar com as anistias em massa para os imigrantes ilegais e expulsar todo o estrangeiro que cometer crimes. Também quer submeter os estrangeiros a testes sobre a cultura espanhola para renovar suas licenças.

Apesar de concordar com seu adversário, Zapatero classifica as propostas dele de xenófobas. O atual primeiro-ministro e candidato a reeleição reconhece a existência de imigrantes ilegais e promete expulsá-los do país, além de impedir a entrada novos estrangeiros.

Rajoy também pretende acabar com leis adotadas por Zapatero, tais como: A permissão para que casais gays adotem menores e revogar as leis sociais criadas. Dentre seus objetivos está a criação do Ministério da Família para defender os bons costumes. As últimas pesquisas apontam uma vantagem de cinco pontos percentuais para Zapatero."

Notícias da semana

Deu no Blog do Murillo de Aragão:
"Álcool bate gasolina
O consumo de álcool combustível vai superar o da gasolina em 2008, pela primeira vez em 13 anos, diz o presidente da Petrobras Distribuidora, José Eduardo Dutra, após o forte aumento no consumo de combustíveis desde o ano passado. Foram 8,2% em 2007, contra 2,4% em 2006. As vendas da BR cresceram 14,9% (O Globo).

Locomotiva
Para o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, o Brasil vai crescer nos próximos anos a um ritmo de 5 a 5,5% e se transformar numa “locomotiva mundial” (Estadão). Estudo da FGV mostra que a telefonia celular teve participação de 2,47% no PIB de 2006. Em 2001, era de 1,75%.

PAC eleitoral
A ministra Dilma Rousseff reuniu-se por quatro horas com a bancada do PT explicando obras do PAC. Distribuiu cartilhas com subsídios para que os deputados usem a campanha política deste ano para divulgar o programa. Os petistas acham que a oposição se apossa de obras que dão certo e critica aquelas que enfrentam dificuldades (O Globo).

Com Gabeira
O deputado Fernando Gabeira costura apoio do PSDB à sua candidatura a prefeito do Rio. Esteve ontem com Aécio Neves e recebeu sinalização do partido de que os caciques vão atuar para convencer o ex-prefeito e deputado federal Otávio Leite a desistir de pleitear sua candidatura em favor de Gabeira (O Globo).

Candidato pós-Lula
A coluna Panorama Político (O Globo) publica que o governador de Minas, Aécio Neves, admitiu a um ministro que deverá ser candidato à sucessão presidencial pelo PMDB. Ele alega que Serra não abrirá mão de concorrer pelo PSDB porque esta pode ser sua última oportunidade. Afirma que não será um candidato anti-Lula, mas pós-Lula.

De lavada
O PMDB abocanhou os principais cargos nas empresas do setor elétrico, fora os que já havia conquistado na Petrobras. Ficou com a presidência e três diretorias da Eletrobrás; a presidência da Eletronorte e uma diretoria da Eletrosul, cujo comando era reivindicado pela líder do PT no Senado, Ideli Salvatti (Correio).

Sem Orçamento
Fracassou a tentativa de votar a proposta do Orçamento e a questão foi adiada para a próxima semana. O PT quer que o projeto seja apreciado na quarta-feira, com ou sem apoio da oposição. (Valor). O presidente do Congresso, Garibaldi Alves (PMDB-RN), está preocupado e lembrou que “A última vez que o governo foi para o voto, perdeu”, referindo-se à votação da CPMF. (Estadão).

Alerta externo
O Valor publica que Lula ouviu ontem, no Palácio do Planalto, um alerta feito pelo ex-ministro Delfim Netto e por Luiz Gonzaga Belluzo sobre o que ocorre nas contas externas. Se nada for feito, disseram, o governo corre o risco de chegar em 2010 com o país exposto, novamente, à vulnerabilidade externa.

Leia a seguir a entrevista com José Batista de Oliveira.

Leia a seguir a entrevista com José Batista de Oliveira.
Os preços dos alimentos estão subindo apenas pelo aumento da demanda?
José Batista de Oliveira – Não tem nada a ver com a demanda. O preço dos alimentos está subindo por causa do aumento da taxa de lucro média na agricultura na venda de produtos específicos valori-zados no mercado internacional, como o etanol. Ao subir o lucro médio, todos os produtores agrícolas têm três opções: migrar para a produção de cana e óleo vegetal, aumentar o preço da sua produção ou desaparece. Por isso, Fidel Castro (presidente de Cuba) denunciou, com razão, que o estímulo da produção de etanol no Terceiro Mundo aumentaria o preço dos alimentos, não apenas pela diminuição de área plantada ou pela concorrência. Na agricultura, a taxa média de lucro vale para todos os produtos, diferentemente da indústria, na qual a taxa média é dada por ramo de produção.

Entrevista

Presidente do Conselho Indigenista Missionário denuncia o avanço agronegócio como um dos principais fatores para o desmatamento da floresta

21/02/2008

"Parem com isso! Chega! Não há meio termo! Já estamos no limite! Não se pode mais dar concessões!”. A indignação é manifestada por dom Erwin Kräutler, bispo do Xingu e presidente do Conselho Indigenista Missionário (Cimi). Segundo dom Erwin até recentemente “desmatar significava beneficiar, valorizar a área. Coisa espantosa!”, exclama ele. “Assim aconteceu – continua o seu raciocínio - que fazendeiros simplesmente mandaram derrubar a mata em larga escala, só para mostrar que estão beneficiando a terra com a finalidade de conseguir vultosos créditos de bancos que favorecem o desenvolvimento”.

Sobre a ação da ministra Marina Silva, do Meio Ambiente, dom Erwin Kräutler comenta: “O pobre Ministério do Meio Ambiente me é simpático. Infelizmente este ministério é a ‘Geni da história’, longe de ter os poderes e os recursos financeiros para desempenhar adequadamente suas atribuições. A ministra Marina sempre me pareceu uma ‘enteada’ do governo, magérrima, símbolo vivo da desnutrição da pasta que ocupa”.

Muito já se disse sobre o aumento do desmatamento na Amazônia, sobre a falta de fiscalização, o avanço dos madeireiros, etc. Ao mesmo tempo, o próprio governo federal dizia que nunca o desmatamento havia diminuído tanto na região. Agora, novos dados do Inpe surpreendem até o presidente da República. Como o senhor avalia essa situação? Quão grave é realmente o desmatamento na região amazônica?

Não adianta fazer apenas comparações com os anos passados. Comemorava-se, por exemplo, a redução da taxa de desmatamento em 25% entre agosto de 2005 e julho de 2006. Resultou em uma sensação equivocada. Parecia vitória, mas na realidade não tínhamos nenhum motivo de festejar. Esse tipo de notícia aparentemente alvissareira me lembra a macabra constatação nos meios de comunicação que em determinada época morreram menos índios que em outra, dando assim a idéia que tudo está sob controle. Ora, se morre apenas um índio assassinado ou vítima do descaso da FUNASA é sempre um demais. Se há apenas um foco de incêndio na selva amazônica, é um demais!

Agora somos informados de que segundo um levantamento do Inpe, de agosto a dezembro de 2007, foram derrubados 3.233 quilômetros quadrados de floresta, dos quais 1.922 quilômetros quadrados em novembro e dezembro, quando normalmente não há desmate por causa das chuvas. É o governo que afirma que pode ser, no entanto, muito maior“.

Segundo Carta Maior, o Ministro Nelson Jobim, da Defesa, após sobrevoar em Rondônia regiões de fronteira com a Bolívia ao lado dos comandantes do 6º Batalhão de Infantaria de Selva, classificou de “escandaloso” o desmatamento que viu com os próprios olhos: “Eu achava que era exagero da mídia, mas não imaginava ver o que vi. Há um completo desconhecimento no resto do país sobre o que está acontecendo em Rondônia”, disse o Ministro. De volta à Brasília, Jobim anunciou que vai elaborar um relatório sobre o que viu na Amazônia.


Importa verificar uma vez a extensão da floresta tropical que já tombou nos últimos anos e décadas e cedeu lugar a vastas pastagens ou ao monocultivo da soja. E dessas áreas seria ainda mais interessante publicar a percentagem já deteriorada. Mais cedo o mais tarde áreas que serviram ou servem hoje para a pecuária são abandonadas pois são totalmente esgotadas e logo mais a ameaça paira sobre outras terras da Amazônia.


A marcha dos incendiários continua e se dirige à Terra do Meio. O final melancólico é aqui e acolá uma placa com oferta de venda de uma área que já não vale nada, produzindo apenas uma vegetação rasteira de ”espinhos e abrolhos“ (cf. Gn 3,18).

Leia mais

sábado, 8 de março de 2008

Correio da Cidadania

Correio da Cidadania é um jornal bastante interessante que costumo ler faça uma visita.

Gentileza Espanhola

Blog do Noblat :
"Tiraram todos os meus pertences. Me deixaram sem nada e, para piorar, pegaram minha túnica e estola [vestimentas usadas para celebrar missas] e perguntaram se era fantasia de carnaval.

Jeferson Flavio Mengali, padre brasileiro deportado na Espanha"

Blog do Noblat

Blog do Noblat :
"Vieira da Cunha deve assumir lugar de Lupi
Em dezembro do ano passado, antes mesmo de a Comissão de Ética Pública do governo recomendar a demissão dele do ministério do Trabalho, Carlos Lupi soltava o seguinte em entrevistas:
- Eu sou presidente eleito do PDT e fui eleito para esta função. Disso não abro mão. O cargo de ministro é de confiança do presidente da República. Se quiser, ele que tem que me demitir.
Depois da recomendação, perguntado qual dos cargos escolheria, caso fosse obrigado a deixar um dos dois, chegou a responder:
- Ele [Lula] já sabe minha opção. Sou partidário, indicação do partido. Quando fui conversar com o presidente para assumir o cargo, até as paredes do Palácio do Planalto sabiam que eu era presidente do PDT.
Ontem à noite, o Lupi que dizia não ter apego ao poder do ministério, por se tratar de um cargo passageiro, fez a opção de se licenciar por tempo indeterminado da presidência do PDT. E passou a dizer que não está em seus planos sair do ministério.
- Não quero criar constrangimento ao presidente Lula, que tem me prestigiado e me dado um grande valor no ministério do Trabalho.
Há pouco, o secretário-geral do partido, Manoel Dias, disse ao blog que a decisão foi tomada com o aval do partido. Segundo Dias, o partido entendeu que era mais importante Lupi ficar no ministério 'porque ele tem apresentado resultados positivos e está lá para defender os interesses dos trabalhadores'.
Dias também confirmou que quem assumirá o comando do PDT é o deputado federal Vieira da Cunha (RS), um dos dois vice-presidentes do partido."

Charge

sexta-feira, 7 de março de 2008

Açores, Portugal



Paulo Alceu

Paulo Alceu:
"Greve
O governo continua apostando na falta de adesão dos professores. Cálculos preliminares revelam que não mais de 5% da categoria, o que significam menos de 2,5 mil professores aderiram a paralisação. Ou seja, não há disposição para o diálogo, até porque todas as tratativas foram expostas."

TREM BALA


Canal do Panamá

É preciso isolar Uribe

Houve quem chiasse quando escrevi aqui em Terror e política, em janeiro:Na África do Sul, na Nicarágua, em El Salvador, no Uruguai (onde ex-tupamaros presidem ambas as Casas do Congresso) ou na Palestina, grupos que a seu tempo foram classificados de terroristas hoje disputam o poder pela via eleitoral, em geral com sucesso. Na Colômbia, o desejável é que se siga por esse mesmo caminho. A libertação ontem das duas reféns [das Farc] deveria, penso eu, abrir espaço para um diálogo patriótico incondicional. Quem não quer esse diálogo? Aqueles cujo poder repousa exatamente na existência de uma guerra civil. Sem a guerra civil, Álvaro Uribe deixa de ter significado político. Reparem como se torceu freneticamente para que a operação de soltura das reféns terminasse em fracasso.O presidente da Colômbia deu sua resposta às sucessivas libertações de reféns pela guerrilha. Tropas colombianas penetraram no vizinho Equador e massacraram uma unidade das Farc, matando altos dirigentes da organização guerrilheira. A ação elevou as tensões regionais a um ponto inédito. Reagiram o próprio Equador e a Venezuela, que ordenou uma mobilização militar na fronteira entre os dois países. O fato é que o governo Uribe tornou-se uma ameaça à estabilidade do continente. Sua estratégia de "solução militar" para a questão da guerrilha terá como resultado prático a internacionalização do conflito. Talvez Uribe não esteja mesmo em condições de recuar, dado que o futuro de seu poder (como comentei em janeiro) repousa no prosseguimento da guerra civil. Um efeito colateral da estratégia uribista é a reorganização dos esquadrões paramilitares de extrema-direita. Num ambiente de paz, o caminho estaria aberto para a esquerda nacional colombiana chegar ao governo, como já aconteceu no resto do continente, com exceção do Peru. Sem guerra civil, não haverá condições políticas de Uribe pleitear um terceiro mandato -para o que precisa reformar a Constituição. A América do Sul deve, urgentemente, estabelecer um cordão sanitário em torno da Colômbia. Unir-se diante da ameaça de que a ambição política de Álvaro Uribe arraste o continente à guerra.

Um domingo qualquer

Foto de Caçador tirada em um final de domingo.

Charges


quinta-feira, 6 de março de 2008

Vida Global

Vida Global:
"Socialistas lideram pesquisa na Espanha

O Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) deve vencer as eleições parlamentares do próximo domingo maioria absoluta, prevê uma pesquisa divulgada hoje pelo jornal espanhol El País.

Pela sondagem, o PSOE, do primeiro-ministro José Luís Rodríguez Zapatero, teria 42,9% dos votos e elegeria entre 165 e 169 deputados, enquanto o Partido Popular, liderado por Mariano Rajoy, teria 38,8%. Isto lhe daria 148 a 154 deputados."

Se mudem para a Colômbia!

O que temos na Colômbia é uma guerra suja que já dura 40 anos e já matou mais de 100.000 colombianos, por mais cínico que possa ser o Brasil deveria ficar longe desse conflito, onde ambos os lados já deram provas definitivas de pouco disposição para o diálogo.
A direita que vive assustada com a possilibilidade do presidente Lula instalar o comunismo no Brasil, é isso mesmo eles falam isso com a convicção de quem fala sério, gostaria que o Brasil condenasse publicamente as FARCs.
Ora se as FARCs são, simplesmente, um grupo terrorista e narcoguerrilheiro não necessita maiores condenações, se são bandidos comuns não devem ser condenados devem ser exterminados, mas, e, se não forem aquilo que muitos querem fazer crer que são?
E o governo colombiano o que é? O que mostrou ser ao invadir o território do Equador? Quem pensa, no Brasil, ser a Colômbia um paraíso democrático que se mude para lá!

Blog do Azevedo

Blog do Azevedo:
"Crescer
O PT de Santa Catarina quer crescer em número de filiados. Este é um dos desafios da presidente Luci Choinacki.
Ela sabe que um dos patrimônios da sigla sempre esteve na chamada militância. Hoje, os petistas oficialmente filiados no Estado são 50 mil. Um grupo bem menor do que PMDB e PP, as maiores legendas, que já superaram a barreira dos 110 mil filiados."

Paulo Alceu

Paulo Alceu:
"Greve
Diferente do que previam os alquimistas do governo houve sim mobilização e unidade. A assembléia dos professores lotou as dependências do Clube Doze em Florianópolis. Dá para afirmar que lá estavam mais de quatro mil profissionais. A principal reivindicação é a incorporação do abono de R$ 100,00 ao salário. Outras exigências estão agrupadas na insatisfação da categoria, inclusive, mais segurança aos professores hoje alvo de violência dentro da sala de aula. Agora resta saber se o governo vai entrar numa queda-de-braço ou dialogar com a categoria. Pelo visto continua acreditando na falta de adesão e demonstrou através de nota oficial que fez tudo que podia, mas não teve a compreensão e sensatez do sindicato. De um lado o governo apostando que apenas um segmento pequeno vai aderir à greve, do outro a categoria mostrando união. No meio, só para lembrar, estão os alunos, os mais prejudicados."

Caçador Online

Caçador Online:
"Decretada greve no Magistério Estadual

05/03/2008 19:12 - Caçador Online


Os professores estaduais, reunidos na tarde desta quarta-feira, 5, em Florianópolis, decidiram pela greve. Segundo a argumentação, as reivindicações, de incorporar o abono de R$ 100,00, a equiparação do piso salarial com os demais servidores estaduais e vale-alimentação mensal igual ao dos professores da Universidade Estadual de Santa Catarina (Udesc) extensivo aos aposentados, serventes, vigias e merendeiras não foram atendidas pelo Governo.
Para o secretário do Sindicato dos Professores (Sinte), a paralisação vai ser por tempo indeterminado. “Tentamos negociar, mas o Governo do Estado não nos apresentou uma proposta por escrito, o que mostra que eles não estão com vontade de cumprir o que foi prometido”, afirma.
Campos diz ainda que todos os comandos regionais de greve no estado vão ser acionados para o início do movimento. “Vamos aguardar até que o Governo do Estado tenha uma nova proposta, mas as negociações continuam abertas”, assinala.
Dentre as reivindicações dos professores está ainda o pedido de plano de saúde para os ACTs (temporários), regularização da situação dos serventes, vigias e merendeiras e ações de combate à violência nas escolas. "

Caçador Online

Caçador Online:
"Mauro Passos (PT) apresenta IDEAL

05/03/2008 19:41 - Caçador Online


O ex-deputado Federal, Mauro Passos (PT), apresentou nesta quarta-feira, em Caçador, o projeto para criação do Instituto para o Desenvolvimento de Energias Renováveis na América Latina (IDEAL).
“Trata-se de uma Ong que nasce com o propósito de fomentar as energias renováveis junto aos governos, aos parlamentos, no meio acadêmico e empresarial, possibilitando que se estabeleça uma política de integração e desenvolvimento regional, que contemple as energias alternativas na matriz energética de seus países”, afirma Passos.
Atualmente atuando como engenheiro da Eletrosul, ele realizou uma visita técnica na Universidade do Contestado.
No cronograma da visita, Passos esteve em contato com o vereador Marcos da Silva Creminácio (PT), realizando uma visita cordial."

Baixaria na TV

Quanto mais campanha se faz contra a baixaria na TV, mais a baixaria aumenta. Até parece um trabalho inútil.

quarta-feira, 5 de março de 2008

PARAGUAI

Visão Latino-Americana:
"ESPECIAL PARAGUAI (1): Pesquisa indica vantagem para Lugo
Escrito por thiagoaragao em fevereiro 29, 2008
A pesquisa realizada pela empresa COIN (Consummer Inteligente S.A.) indicou que, se for confirmada a baixa participação do eleitorado na disputa presidencial (pouco mais de 60%) como em 2003, Fernando Lugo (candidato da Aliança Patriótica para a Mudança) é o favorito para vencer a eleição de 20 de abril.No entanto, a pesquisa também aponta que governo pode chegar a um empate técnico com a oposição se ocorrer uma baixa participação (em torno de 50%). Assim, quanto maior for a participação, maiores as chances da oposição.
Considerando uma participação superior a 60%, os números foram os seguintes: Fernando Lugo (37,9%), Lino Oviedo (29,7%), Blanca Ovelar (26,9%), Pedro Fadul (2,4%) e (3,1%) votariam em branco.
Na última eleição, em 2003, o comparecimento às urnas foi de 64,29%. Nesse ano, Nicanor Duarte Frutos venceu a disputa com 37,14% dos votos válidos.
(Equipe Arko América Latina - americalatina@arkoadvice.com.br)"

Sempre eles

E não é que que os EUA, sempre eles, podem estar por trás da invasão do território equatoriano por parte da Colômbia. E a Colômbia, justo na hora, em que dizem quererem libertar os reféns fazem uma ação dessas. É no mínimo estranho, tão preocupados com os reféns, e fazem uma ação com essa orientação. Aliás foi uma ação eminentemente colombiana?

terça-feira, 4 de março de 2008

Obama pode estar muito próximo

Obama pode estar muito próximo da indicação pelo partido democrático, no entanto pode ser derrotado pelos figurões do partido, chamados de superdelegados.

Exército acompanha desdobramentos do conflito entre Colômbia, Venezuela e Equador

"Exército acompanha desdobramentos do conflito entre Colômbia, Venezuela e Equador
Publicidade
TAHIANE STOCHERO
da Folha Online

As Forças Armadas brasileiras estão acompanhando com atenção o desmembramento da crise diplomática envolvendo Colômbia, Venezuela e Equador, países com os quais o país mantém relações amistosas e estáveis. A tensão foi desencadeada pela morte de Raúl Reyes, um dos principais líderes das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), morto junto a outros 17 guerrilheiros no último sábado (1º), em ataque colombiano em território do Equador.

O comando do Exército na Amazônia admite que a escalada dos acontecimentos causa preocupação, devido à extensa fronteira que o Brasil possui com a Venezuela -- são 2.200 quilômetros, a maioria de mata fechada e de difícil acesso. Oficiais apontam que a questão está na esfera diplomática e que ainda não receberam ordens para deslocar soldados ou colocar em alerta os batalhões localizados na fronteira.

O Ministério da Defesa nega que esteja planejando qualquer movimentação militar e acredita que a crise ficará no plano político. Contudo, secretários do ministro Nelson Jobim avaliam que ele não descarta colocar as tropas em prontidão caso receba aval do ministro de Relações Exteriores, Celso Amorim, e do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, à frente das negociações para que o Brasil possa mediar a crise. O chanceler descartou um conflito armado envolvendo militares brasileiros.

O Exército não comenta oficialmente o assunto, mas sabe que, mesmo que a tensão esteja na divisa entre Venezuela e Colômbia, fatalmente, qualquer ato de violência terá reflexos nas fronteiras brasileiras. A principal preocupação está em Cucuí, na tríplice fronteira entre Brasil, Venezuela e Colômbia.

Os militares contam apenas com um batalhão de infantaria a 150 km da divisa, em São Gabriel da Cachoeira, cerca de meia hora de vôo da ponte, de difícil acesso. Há uma estrada entre as duas localidades, mas está em condições ruins e não teria capacidade de enfrentar o deslocamento de blindados e armamento.

Como o contingente militar na Amazônia é pequeno --cerca de 20 mil homens--, a Defesa pode acionar a tropa de elite do Exército brasileiro. A Brigada de Operações Especiais, localizada em Goiânia (GO), é integrada pelos "caveiras do Exército", homens formados nos cursos de Comandos e Forças Especiais e preparados para o combate em qualquer lugar e a qualquer momento.

Os Forças Especiais já estão acompanhando a crise e, caso convocados, estão prontos para mobilizarem-se à Amazônia em três horas. Em menos de oito horas, pelo menos 500 militares da tropa de elite estariam na tríplice fronteira.

Após a invasão colombiana, o presidente do Equador, Rafael Correa, anunciou a "expulsão imediata" do embaixador da Colômbia em Quito e o envio de 3.200 soldados à fronteira. Em apoio a Correa, o presidente venezuelano, Hugo Chávez, que nos últimos tempos adquiriu grande quantidade de armamento, entre eles submarinos, helicópteros e 100 mil fuzis russos, mobilizou "dez batalhões" militares para a divisa entre os dois países.

Apesar da chancelaria de Álvaro Uribe pedir desculpas formais pela entrada em território equatoriano, a Colômbia reiterou nesta segunda-feira acusações, afirmando que Chávez destinou US$ 300 milhões às Farc. "

O Brasil de calças curtas

Coluna (Nas entrelinhas) publicada hohe (04/03/2008) no Correio Braziliense. A guerra implacável do presidente Uribe contra o inimigo interno serve também para Washington manter a pressão militar sobre a Venezuela, sem cujo petróleo os americanos enfrentariam problemas gravíssimos
A escalada de tensões entre a Colômbia e seus vizinhos, após a violação das fronteiras equatorianas por militares colombianos em ação contra as Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), cria um cenário em que fica exposto, com tintas berrantes, o produto da incúria dos recentes governos brasileiros em relação à defesa nacional. Anos de desleixo e de problemas empurrados com a barriga deram nisto: o Brasil está desequipado material e doutrinariamente para cumprir suas naturais atribuições de potência regional.O caso da renovação da frota de caças da Força Aérea Brasileira (FAB) é emblemático. O assunto era para ter sido decidido ainda no governo de Fernando Henrique Cardoso, mas a concorrência acabou ficando para a administração de Luiz Inácio Lula da Silva. Passados cinco anos de gestão petista, nada foi resolvido. A frota de caças continua em estado de sucata, sem luz no fim do túnel. E não estamos falando de nada estrondoso. Seriam duas dúzias de aviões novos, um investimento de menos de US$ 1 bilhão.Preferiu-se, porém, a gambiarra: comprar aviões franceses usados, uma solução de emergência para “acalmar” a FAB. Como se a questão se resumisse ao que fazer para evitar maus humores na caserna. Agora, com a porteira arrombada, corre-se atrás do prejuízo. Recentemente, o ministro da Defesa executou um périplo europeu para alavancar parcerias que desatolem a indústria bélica nacional e acelerem o reequipamento da Forças Armadas. Aguardam-se os resultados práticos do giro ministerial.Não custa ser otimista. Quem sabe o novo ministro da Defesa não convence o presidente da República a investir na FAB pelo menos o mesmo tanto que a turma do governo gasta em passagens e diárias?O fato é que o Brasil defronta-se nos últimos tempos com uma realidade para a qual não está preparado. Na nossa fronteira norte, duas nações armam-se em defesa de seus próprios interesses estratégicos. A Colômbia transforma-se progressivamente num braço militar dos Estados Unidos na transição entre as Américas Central e do Sul. A guerra implacável do presidente Álvaro Uribe contra o inimigo interno serve também para Washington manter a pressão militar sobre a Venezuela de Hugo Chávez, sem cujo petróleo os americanos enfrentariam problemas econômicos gravíssimos.Já Chávez, sabedor de que a guerra civil colombiana tem potencial para gerar fatos e pretextos que podem desencadear uma agressão americano-colombiana a seu país, vem se empenhando por uma solução política pacífica no vizinho. Solução que naturalmente desagrada a Uribe, cujo poder interno repousa cada vez mais no tripé formado pelos militares, pelos paramilitares de direita e pelos próprios Estados Unidos. Sem esquecer que uma vitória decisiva contra as Farc daria o impulso necessário para o presidente reformar a Constituição e poder pleitear um terceiro mandato consecutivo, como é desejo dele.Diante dessa ameaça, Chávez acelerou nos últimos anos a substituição de equipamento bélico americano por similares russos, o que agudizou ainda mais o desconforto de Washington. Ainda que tenham sido os próprios americanos a fornecer a justificativa de que o venezuelano necessitava, quando passaram a recusar reposição de peças e assistência técnica ao material estadunidense tradicionalmente empregado pelas Forças Armadas da Venezuela.E o problema não está circunscrito ao cone norte do continente. Ao pé dos Andes, bem na fronteira com o Brasil, grupos secessionistas com apoio nem tão velado assim dos Estados Unidos impulsionam movimentos separatistas em território da Bolívia, na tentativa de abocanhar as regiões mais ricas do país e isolar (se necessário derrubar) o presidente Evo Morales.A tudo isso o Brasil assiste de dedos cruzados e coração sobressaltado, emitindo de tempos em tempos declarações genéricas e apelos piedosos pelo entendimento entre as partes. É muito pouco para quem pleiteia insistentemente uma cadeira fixa no Conselho de Segurança das Nações Unidas.
Atualização, às 14:43 - A indigência da (não) presença brasileira na região está bem descrita em reportagem publicada hoje na Folha Online (Exército acompanha desdobramentos do conflito entre Colômbia, Venezuela e Equador).
.

Charges



ENTREVISTA – EVO MORALES

"O embaixador dos EUA lidera a conspiração contra meu governo”
.
Presidente da Bolívia acusa embaixador dos Estados Unidos no país de conspirar contra o governo e de tentar repetir no país "o que fizeram no Kosovo". Evo Morales revela que camponeses e indígenas já pediram armas para defender o governo, mas defende revolução pelas urnas e não pelas armas.
Pablo Stefanoni - La Paz*
Às sete da manhã, o Palácio Quemado já está um formigueiro e os ministros devem ter paciência para conversar com o chefe de Estado. “É assim mesmo”, diz um embaixador com experiência na dinâmica “evista” a um ministro novato no gabinete que se impacienta com a demora de Evo Morales em chegar a uma reunião com exportadores.Em um intervalo de alguns minutos, o líder cocalero conversou com Il
Manifesto sobre temas da atualidade nacional e internacional. Enquanto tomava um suco de mamão, acusou o embaixador dos Estados Unidos, Philip Goldberg, de conspirar contra seu governo e de tentar repetir na Bolívia “o que fizeram no Kosovo”. Admite que camponeses e indígenas pediram armas para defender o governo diante das demandas autonomistas de Santa Cruz. E assinala que, se o diálogo não avançar, a saída será convocar um referendo revogatório para o presidente e os governadores, “para que o povo diga a quem apóia”.Il
Manifesto: Como é possível retomar o diálogo com os governadores opositores?
Evo Morales: Nós apostamos na autonomia. No referendo de 2006, a maioria dos bolivianos disse “Não”, mas em quatro regiões ganhou o “Sim”. Por isso garantimos autonomias na nova Constituição e sinto que é necessário criar um espaço no Poder Executivo, um ministério de Autonomias que comece a construir com os movimentos sociais uma autonomia baseada na legalidade e na solidariedade entre regiões. Mas alguns grupos confundem autonomia com separação ou independência.Il Manifesto: Santa Cruz segue avançando direção de seu referendo autonomista de 4 de maio... Evo Morales: Gostaríamos que parassem para que pudéssemos avançar juntos.Il
Manifesto: Se o diálogo fracassar segue valendo a proposta do referendo revogatório?
Evo Morales: Exato. Por isso dissemos que apostamos nas urnas e não nas armas.I
l Manifesto: Mas admitiu também que alguns setores campesinos pediram armas para defender o governo. Como é isso?
Evo Morales: Recebi algumas ligações telefônicas e sou transparente. Comentei com a imprensa que tergiversou sobre minhas declarações. Preocupou-me bastante receber chamadas de companheiros do campo e da cidade que me disseram textualmente: “Irmão presidente, quando era dirigente sindical você se fez respeitar, agora nós faremos respeitar, nos dê armas”. Eram fortes as chamadas. Em um certo momento tive que desativar meu celular, que atendo só de madrugada.Il
Manifesto: E qual foi sua resposta a esses pedidos?
Evo Morales: Por certo não estamos de acordo com isso. Disse que é preciso fazer uma revolução nas urnas e não com armas, e estamos cumprindo isso. Mas as agressões e humilhações causam estas reações em nossos companheiros. Inclusive houve uma marcha a La Paz pedindo-me armas. Tudo isso é provocado por uma direita racista que já me chamou de macaco. E se tratam o presidente como um animal, o que podem esperar os camponeses e indígenas?Il
Manifesto: O sr. se referiu ao Kosovo. Crê que pode ocorrer o mesmo na Bolívia?
Evo Morales: Quero que o mundo inteiro saiba é que há uma conspiração contra minha pessoa encabeçada pelo embaixador dos Estados Unidos (Philip Goldberg). Perguntemo-nos de onde veio o embaixador estadunidense (que atuou no Kosovo). Não vamos permitir que os Estados Unidos sigam conspirando para dividir a Bolívia com grupos oligárquicos e mafiosos. Se os EUA lutam contra a corrupção e a injustiça por que não extraditam o ex-presidente Gonzalo Sánchez de Lozada? (acusado por quase uma centena de mortes, produto da repressão na “guerra do gás” de 2003). Quando os povos se levantam, estas autoridades pró-império e pró-capitalistas correm para onde isso ocorre. Quando já não podem dominar, porque há democracias libertadoras e não comprometidas, os EUA fomentam a divisão.Il
Manifesto: Considera encerrado, com as desculpas do embaixador, o caso da utilização de bolsistas como informantes?
Evo Morales: O senhor Vincent Cooper (funcionário da segurança da embaixada dos EUA) é persona non grata para a Bolívia e o assunto está sendo investigado. Hoje sabemos que utilizam seus estudantes, que vêm com vontade de aprender, para fazer espionagem. Descobrimos até que a polícia boliviana fazia espionagem e perseguições para a embaixada-norte-americana.Il
Manifesto: Acredita que uma vitória democrata nos EUA poderia melhorar as relações?
Evo Morales: Entendo que há políticas de Estado nos EUA, mas gostaríamos que começassem a respeitar os direitos humanos e os processos de libertação e as transformações profundas que estão ocorrendo na América Latina. Para isso, devem pôr fim à prática da espionagem, da tentativa de submissão e da soberba. O ex-embaixador Manuel Rocha chamava-me de Bin Laden.Il
Manifesto: Como viu a saída de Fidel Castro do poder?
Evo Morales: Como o Che, Fidel é um símbolo imbatível para toda a humanidade. É um homem histórico. Em minhas conversas de horas e horas com Fidel ele sempre me falava da vida, da saúde e da educação Hoje isso se materializou na Bolívia com a Operação Milagre, com mais de 100 mil pessoas operadas dos olhos gratuitamente. Ficará um grande vazio.
.
* Entrevista publicada originalmente em Il Manifesto, ItáliaTradução: Marco Aurélio Weissheimer

Charge


Falta qualificação

Falta trabalhadores qualificados para ocupar várias vagas de emprego disponíveis é o que estão dizendo várias entidades envolvidas com a geração de emprego.

Ministério para a Amazônia

Senadores discutiram na Sessão de ontem do senado a proposta de criação de um ministério exclusivo para a Amazônia.

segunda-feira, 3 de março de 2008

Vida Global

Vida Global:
"Guerras de Bush custarão US$ 3 trilhões

As guerras do Iraque e do Afeganistão vão custar US$ 3 trilhões aos Estados Unidos, prevê o ex-vice-presidente do Banco Mundial Joseph Stiglitz, ganhador do Prêmio Nobel de Economia.

Além dos US$ 845 bilhões já autorizados pelo Congresso, o cálculo inclui a reposição das armas utilizadas e os gastos de longo prazo com os veteranos de guerra.

Quando a guerra do Iraque começou, em março de 2003, o então secretário da Defesa, Donald Rumsfeld, considerou exageradas estimativas de que custaria US$ 200 bilhões. O subsecretário da Defesa na época, Paul Wolfowitz, chegou a afirmar que a guerra se pagaria com a renda da produção de petróleo do Iraque.

Stiglitz e Linda Bilmes, que lançam nesta segunda-feira o livro A Guerra de Três Bilhões de Dólares, temem que o custo total das guerras de Bush supere o da Segunda Guerra Mundial, estimado, em valores atualizados, em US$ 5 trilhões."

E a lambança na América do Sul?

E a lambança na América do Sul. OLha o negócio parece muito estranho, e o pior fica quase impossível não acreditar que a grande mão do irmão do Norte não esteja presente no que vem acontecendo. O que pensar de tudo o que vem acontecendo entre Equador, Venezuela e Colômbia?

Charge