segunda-feira, 30 de junho de 2008

Belas


Blog do Noblat

Blog do Noblat:

"Senado ameaça fechar as operações do Google
De Márcio Falcão:
Os diretores da filial brasileira do Google, responsáveis pelo site de relacionamentos Orkut, podem ser alvo de uma ação penal. Senadores da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia acusam a empresa de dificultar as investigações e também suspeitam de proteção a usuários que podem ter envolvimento com a divulgação de material com pornografia infantil."

Humor Tadela

Humor Tadela:
"Mundo Animal


Duas amigas se olhavam no espelho, no banheiro da academia, quando uma suspirou e disse:

— Ah, Rê... Nós somos duas gatas, né?

— É — respondeu a amiga, e filosofou. — Mas de que adianta sermos gatas se amamos uns cachorros que preferem ficar com as galinhas!"

Charge


Belas


Rascunhos


  • Se exige de um povo, que tenha coragem de enfrentar os seus próprios problemas, a nós brasileiros, de longa data, ficasse com a impressão que nos falta coragem, fibra dirão alguns.
  • Ana Júlia governadora do Pará , até agora só vai deixando como marca ter empregado toda parentada no governo. Muito triste companheira.
  • O Brasil anda a passos tão lentos na educação que até parece que não anda. Os governos invariavelmente fazem uma propaganda mentirosa, que por muitos é recebida como verdade.
  • O governo Lula é uma esfinge para a esquerda brasileira,entre aqueles que buscam decifrá-lo e aqueles, que simplesmente aceitam serem devorados pelo governo, desenvolvesse um profícuo e inócuo debate.
  • Quais são as causas a serem consideradas em um determinado problema. Nem sempre é fácil identificar as causas mais pertinenes de um determinado problema. Nem por isso devemos abandonar a busca.
  • Quais são os partidos de esquerda hoje no Brasil? Eis a interrogação que os estudiososo tem quebraso a cabeça. Formalmente temos vários partidos que se dizem de esquerda, mas na prática as coisas se complicam.
  • Eleição é sempre uma oportunidade para renovarmos nossas esperanças, mas não devemos exagerar nessa esperança renovada.
  • Eu não tenho como superar certos obstáculos que se apresentam. Eu não sei onde irei para no futuros transpor aquilo que hoje parece insuperável. Seguidamente nos vemos nessas situações.
  • A grande imprensa tem noticiado que no Brasil existem milhões de pessoas com dívidas elevadas, junto aos bancos. Pois bem, pelo que sabemos, tal fato é real. Acontece que as pessoas se empolgam com a perspectiva de consumir, não fazem uma avaliação realista dos juros que irão pagar, nem jogam para frente, algum tipo de consumo que não é prioritário. Nessa situação seriam fundamental que as pessoas fizessem uma avaliação, bem objetiva, das possibilidades que possuem de honrar certas dívidas.

Lenin e Stálin

Negro Limitado

domingo, 29 de junho de 2008

Blog do Noblat

Blog do Noblat:
"Eleição nos Estados Unidos
Yes, ele não pode e não quer mudar nada
Começo a desconfiar que esse Barack Obama, candidato do Partido Democrata à presidência dos Estados Unidos, é uma grande farsa. Quero dizer: que o discurso da mudança feito por ele não passa de empulhação. Fora a cor do futuro presidente caso ele se eleja, pouco ou nada de substancial mudará nos Estados Unidos sob seu comando.
Por 5 votos contra 4, a Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu que os norte-americanos têm, sim, de acordo com a Segunda Emenda à Constituição, o direito de possuir armas para utilizar em defesa própria. A decisão derrubou lei adotada no Distrito de Colúmbia que criou restrições à posse de armas. Pois leiam o comentário de Obama a respeito:
- Sempre acreditei que a Segunda Emenda protege os direitos dos indivíduos de portarem armas, mas também me identifico com a necessidade de comunidades assoladas pelo crime protegerem suas crianças da violência em nossas ruas por meio de medidas de segurança eficientes e de bom senso. A Suprema Corte endossou essa visão.
E aí? Qual a posição dele? Em cima do muro, é claro. Para não perder votos nem de um lado nem do outro.
O que disse o adversário de Obama, John McCain, candidato ao Partido Republicano?
- Aplauso esta decisão, assim como a derrubada da proibição do Distrito de Colúmbia a armas leves e das limitações à capacidade de uso de armas de fogo para legítima defesa.
Mais claro impossível."

Dunga em baixa

Blog do Noblat :
'Você acha que Dunga deveria ser substituído como técnico da seleção brasileira?'
Sim 77.64%
Não 19.03%
Não sei 3.33%"

Charge


Camisinhas nas escolas

Em breve maquinas de camisinha nas escolas. Sem o devido esclarecimento, já dá para imaginar, que os alunos farão as camisinhas de Balão.

Filosofia do Orkut

"As Melhores Mulheres pertencem aos homens mais atrevidos. Mulheres são como maçãs em árvores. As melhores estão no topo. Os homens não querem alcançar essas boas, porque eles têm medo de cair e se machucar. Preferem pegar as maçãs podres que ficam no chão, que não são boas como as do topo, mas são fáceis de se conseguir. Assim, as maçãs no topo pensam que algo está errado com elas, quando na verdade, ELES estão errados... Elas têm que esperar um pouco mais para o homem certo chegar... aquele que é valente o bastante para escalar até o topo da árvore”.

Esperança

O PMDB em Caçador ainda mantêm uma esperança de fechar uma aliança com o PT, isso tudo na última hora. É o jeito Caçadorense de fazer política, tem que ser tudo improvisado, e feito na última hora. Já no PT, onde em verdade nunca se acreditou muito nessa aliança, se prepara uma campanha ao velho estilo do: no peito e na raça; Depois de tantas trapalhadas os petistas já podem se considerar vitoriosos com a mera inscrição de uma chapa, isso se não errarem a ata e perderem os prazos, tudo é possível. No entanto ainda tem um grupo que pensa na substituição do candidato a prefeito para viabilizar uma aliança com o PMDB. Nas próxima horas saberemos o resultado final.

Charges do Gerson


O chefe dos desmatadores

Blairo Maggi, governador do Mato Grosso vai punir os desmatadores. Alguém acredita nisso, o chefe manda punir os seus subordinados.

Personificação do infermo

As grandes cidades a cada dia mais se parecem com a personificação do infermo, é trânsito, assaltos, violência, corrupção, parece mais um filme de terror.

Humor Tadela

Humor Tadela:
"Fogo no Hospício

Um maluco ligou pro corpo de bombeiros, dizendo que estava pegando fogo no hospício. Em menos de dez minutos, umas dez viaturas chegaram no local.
Os bombeiros saltaram do carro e o comandante perguntou para um louco:

— Amigo, onde é o fogo?
— Pô, vocês vieram tão depressa que nem deu tempo de eu acender..."

Blog da Folha

Blog da Folha:
"Lula lamenta distância entre PT e PSDB, diz Aécio


Da Folha Online

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), disse nesta sexta-feira que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lamenta a distância entre tucanos e petistas. A fala de Lula, segundo Aécio, foi durante o velório na quarta-feira da ex-primeira-dama Ruth Cardoso, mulher do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que morreu um dia antes em São Paulo.

'Sentamos apenas ele [Lula] e eu em uma sala e ele me dizia da sua emoção e da identidade que existe entre o PSDB e o PT. Me dizia o presidente Lula: ’olha, nós temos os mesmos amigos. É muito curioso que nós estejamos tão distantes’', afirmou o governador mineiro.

Aécio ressaltou que o abraço dado por Lula em FHC durante o velório foi um ato pessoal e não político. 'Não foi um gesto político, foi um gesto muito pessoal."

sábado, 28 de junho de 2008

Refinando o gosto

O senador Marcelo Crivella é o líder das pesquisas para a prefeitura do RJ, tomara que em outras cidades o pessoal vá refinando um pouco mais o gosto.

Sono doce

Enquanto a oposição bate cabeça, o prefeito de Caçador parece que vai dormir sempre tranquilo, nada melhor do que a oposição dar uma força, para que um prefeito se reeleja com facilidade.

Sonhadores

Ainda tem gente sonhando, em Caçador, que a aliança entre PT e PMDB vai sair. São os sonhadores, mas sonhar é livre.

Belas



"Solidariedade"

A governadora Yeda Crusius do RS recentemente reclamou do salário que recebe, de apenas sete mil reais. Vamos lá gente vamos fazer uma campanha para aumentar o salário da augusta governadora, ela merece.

Agrodestruição

O chamado Agronegócio bem poderia ser chamado de na Amazônia de Agrodestruição.

As jornadas de trabalho dos professores brasileiros

As jornadas de trabalho dos professores brasileiros normalmente são longas e estafantes. Muitas pessoas tem se preocupado com esse assunto. Acontece que para auferirmos um salário minimamente digno, somos obrigados a essa rotina, que muito contribui para rebaixar a qualidade de ensino e de vida dos profissionais do magistério.

Um Blog para quem gosta de Biologia

Um Blog para quem gosta de Biologia, o Bioblog: http://karlla.patricia.zip.net/

Urna moderna


Italia vs Argentina (Italia 90)

Goles del mundial 2002

Entrevista Paulo Nascimento - Conferência Caio Prado Jr

Boa Notícia!

laryff.com.br:
"Promessa de político

Nem tudo está perdido. Para usar um clichê, surge uma luz de esperança no fim do túnel. O ex-ministro Ciro Gomes afirmou que 2010 poderá ser sua última campanha eleitoral.
Se ele só cumprir essa promessa já está bom, né não?"

Entrevista José Donizeth - Conferência Caio Prado Jr

Blog do Noblat

Blog do Noblat - Ricardo Noblat: O Globo Online:

"Previsões para a economia só a longo prazo
O Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) negou ter sofrido pressões do Palácio do Planalto para deixar de divulgar projeções para a economia brasileira num momento de alta da inflação. O órgão, no entanto, confirmou ter recebido orientações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do ministro da Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos, Mangabeira Unger, para se concentrar 'nas previsões de longo prazo'."

Chacina Verde-Oliva

Escrito por Paulo Passarinho
26-Jun-2008


Deixo de lado o tema relativo ao debate sobre os rumos da nossa economia, para abordar a discussão sobre o problema da violência criminal e o envolvimento das Forças Armadas com essa questão. Ainda que, indiretamente, trate-se de um assunto relacionado ao modelo de sociedade – e de economia – que estamos construindo.

Vamos aos fatos. Até o momento, doze dias após o fatídico sábado em que três jovens moradores do morro da Providência foram executados - segundo a versão dos militares, por traficantes do morro da Mineira -, não houve nenhuma iniciativa mais consistente por parte da Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro, para uma instrução adequada do processo aberto para apurar as responsabilidades desses crimes.

As armas dos militares não foram periciadas, para o necessário confronto com os projéteis encontrados nos corpos chacinados; nenhum esclarecimento foi dado quanto ao paradeiro dos bandidos do morro da Mineira, mantidos incólumes até o momento (ontem, 25/06, os jornais trazem a informação que a polícia já tem os nomes dos "suspeitos"); a reconstituição do crime não foi realizada; a informação dada pela mãe de uma das vítimas, que afirma ter visto o seu filho ensangüentado no pátio do quartel, não foi esclarecida; a versão apresentada pelos militares para explicarem o contato com os bandidos do morro da Mineira é inteiramente inverossímil; a hipótese de "venda" dos rapazes aos traficantes, por sessenta mil reais, não foi também esclarecida; a versão da insubordinação do tenente, em relação à ordem que lhe teria dado o capitão no comando do quartel, para a imediata soltura dos jovens, precisa também de maiores explicações.

Em suma: até o momento, tivemos apenas a prisão dos militares diretamente envolvidos e os seus respectivos depoimentos. Aparentemente, por uma iniciativa isolada do delegado Ricardo Domingues, responsável pela Delegacia Policial da área onde o crime ocorreu. E que não foi acompanhada de uma série de outros procedimentos essenciais para o levantamento de provas e contraprovas que nos possam esclarecer o que de fato ocorreu e, principalmente, criar bases consistentes para o julgamento dos culpados. Os advogados da defesa é que devem estar até o momento contentes e confiantes no futuro dos seus representados.

O papel do delegado deve ser destacado. Já no próprio sábado em que ocorreram os crimes, foi apurada a responsabilidade dos militares, bem como o possível paradeiro dos jovens. No domingo, depois de seis horas de depoimentos dos próprios militares, no Comando Militar do Leste, o delegado pediu à Justiça a prisão temporária do tenente responsável pelo comando do grupo que deteve os jovens, bem como dos outros sete soldados e três sargentos envolvidos. No próprio domingo, também, os corpos dos jovens foram encontrados.

O rápido esclarecimento - apenas inicial - do caso é inédito, em casos de crimes dessa natureza, com envolvimento de militares. Não preciso lembrar aqui o absurdo fato de até os dias de hoje não terem sido esclarecidos os "desaparecimentos" de militantes políticos que faziam oposição à ditadura. Mas destaco fato ocorrido em 1994, por ocasião da intervenção militar no Rio de Janeiro. Naquela ocasião, o servidor público federal da Biblioteca Nacional, Marcos Rufino da Cruz, desapareceu após ter sido detido por uma patrulha do Exército, próximo ao morro do Fubá, entre Campinho e o viaduto de Madureira. Apesar de todos os esforços feitos à época – por parte de seus colegas da Biblioteca Nacional e do próprio então presidente daquela instituição, Affonso Romano de Sant’Anna -, o episódio jamais foi esclarecido e Rufino, conforme era conhecido e estimado por seus amigos, jamais voltou a ser visto.

Devemos, por isso tudo, denunciar e nos opor aos procedimentos em curso no atual governo, e que ferem frontalmente a Constituição Federal. A criação da chamada Brigada GLO (Garantia da Lei e da Ordem), em Campinas, São Paulo, de treinamento específico para enfrentar distúrbios de natureza social, bem como a utilização de força militar nesta estapafúrdia, eleitoreira e ilegal ação no morro da Providência são exemplos de iniciativas que não poderiam ser tomadas, à luz dos preceitos constitucionais em vigor.

No seu artigo 144, a Constituição Federal define que a segurança pública é exercida através da polícia federal, da polícia rodoviária federal, da polícia ferroviária federal, das polícias civis e das polícias militares e corpo de bombeiros militares. No artigo 142 – específico das atribuições das Forças Armadas – é destacado que essas "destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem". O parágrafo primeiro desse artigo define que "lei complementar estabelecerá as normas gerais a serem adotadas na organização, no preparo e no emprego das Forças Armadas". A legislação complementar existente é polêmica, inconstitucional para alguns, e inviável para os que querem as tropas militares nas ruas, em ações ostensivas de policiamento.

É justamente em meio a essa confusão legal que, na prática, o Poder Executivo e o Ministério da Defesa vêm impondo uma realidade institucional que não encontra amparo na presente ordem legal do país.

Cria-se mais uma vez a política do fato consumado. Já estamos assistindo a todo o polêmico processo de aquisição da BrasilTelecom pela OI/Telemar – uma das principais financiadoras da campanha de reeleição de Lula – mesmo antes das mudanças legais que buscariam "legalizar" a operação. Agora, em meio às perplexidades com relação a todos os absurdos envolvidos no caso da Providência, o ministro Jobim acena que urge a aprovação de uma nova lei, para que o que já está sendo feito, por iniciativa exclusiva dos militares e do presidente da República, venha a encontrar amparo constitucional.

Mais grave: sabe-se que a política defendida pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos define que a única força militar abrangente, de combate e dissuasão para o conjunto das Américas, deva ser a sua própria força armada, dada a sua capacidade de ação e o seu poder de destruição. Aos demais países e às suas respectivas forças armadas deveriam ser definidas funções voltadas ao combate ao narcotráfico, ao terrorismo e aos distúrbios de natureza social. É dentro desse contexto que devemos compreender a razão da polêmica presença de tropas brasileiras no Haiti.

A aceitação, portanto, dessa idéia de utilização de forças militares no combate à criminalidade possui implicações que vão muito além de uma mera discussão restrita à ordem interna.

Em relação a essa, os que defendem o emprego das Forças Armadas contra a criminalidade urbana lembram que já existem áreas do território nacional onde o Estado não entra, locais que seriam "controlados" por grupos de bandidos, como é o caso de várias favelas do Rio de Janeiro. Ora, afirmar que o verdadeiro terror imposto por bandidos que controlam a venda de varejo de drogas ilícitas nessas favelas se constitui em "controle de território" é um verdadeiro acinte.

Primeiramente, trata-se de fato de um terror, sustentado por armas sofisticadas, cuja origem, a polícia e as Forças Armadas nunca tiveram, curiosamente, a capacidade de esclarecer. Imaginar que jovens descalços, em geral analfabetos e extremamente drogados, sejam eles mesmos os articuladores dos esquemas de aquisição de armamentos sofisticados não nos parece plausível.

Segundo: esses bandidos nada controlam e é falso que impeçam a ação do Estado. Exercem o seu terror, simplesmente na esteira da mais completa ausência da presença permanente e qualitativa do Estado. Este, o Estado, lá não se encontra por força de políticas que privilegiam o capital e as políticas voltadas para os setores mais ricos. Não existem nessas áreas escolas bem equipadas, professores preparados, assistentes sociais, postos de saúde ou hospitais dignos desse nome. Os seus moradores tampouco possuem condições de renda que lhes permitam alguma alternativa. Sequer policiamento há. As incursões das polícias se dão de forma esporádica, de maneira suspeita e, em geral, aumentando ainda mais a violência que afeta a população em seu cotidiano.

São áreas, na prática, abandonadas pelo Estado, e onde a corrupção e a violência campeiam, além da promoção de valores e intensa propaganda – especialmente através da televisão – de um modo de vida que cada vez mais vincula a felicidade humana ao consumismo desenfreado de bens e serviços, inacessíveis para a maioria do povo.

Os nossos generais deveriam refletir sobre isso e meditar sobre os riscos potencialmente apontados para a tropa profissional. Sobre todos os riscos que fizeram inclusive um tenente do Exército brasileiro comandar uma ação tão bárbara.

Porém, a pior chacina verde-oliva será a de continuar envolvendo o Exército nesse tipo de operação, em um contexto onde sabidamente faltam investimentos, equipamentos e capacitação adequada de oficiais e praças, para a exigente defesa do nosso imenso e riquíssimo território.

E o mais irônico. As razões que explicam a degradação das condições de trabalho, recursos e projetos estratégicos de valorização das funções constitucionais das Forças Armadas são as mesmas que submetem as populações pobres de nossas favelas ao regime de miséria e abandono.

É a total submissão do Estado brasileiro à ditadura dos grupos financeiros globalizados, impondo-nos a renúncia a um projeto popular e soberano de nação.

Paulo Passarinho é economista.

sexta-feira, 27 de junho de 2008

Endividados

A grande imprensa tem noticiado que no Brasil existem milhões de pessoas com dívidas elevadas, junto aos bancos. Pois bem, pelo que sabemos, tal fato é real. Acontece que as pessoas se empolgam com a perspectiva de consumir, não fazem uma avaliação realista dos juros que irão pagar, nem jogam para frente, algum tipo de consumo que não é prioritário. Nessa situação seriam fundamental que as pessoas fizessem uma avaliação, bem objetiva, das possibilidades que possuem de honrar certas dívidas.

O HISTORIADOR É O JORNALISTA DO PASSADO

A tarefa do historiador se liga, e até se confunde com a do jornalista. Penso que nos dias que correm, não poderão os historiadores prescindir do trabalho dos jornalistas, para reconstituir o que hoje vivemos.
Quando os historiadores e nós professores de história, abordamos com nossos alunos, o passado do homem, de certa maneira, procedemos como jornalistas, por isso convém cautela, e fidelidade a certos fatos históricos. Elemento no qual seguidamente os jornalistas pecam.
Outra situação muito clara, é que certos fatos não têm a elasticidade que os jornalistas dão, e que os historiadores também dão. Muito cuidado, se houve um acontecimento, natural que haja múltiplas interpretações, o que não é aceitável é alterar o fato, em razão de uma interpretação absurda.
.
Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

BLOG DE JAMILDO

BLOG DE JAMILDO:
"Por que Lula quer a Dilma
Agência Brasil

Quanto mais batem, mais ela sobe



Por Leandro Mazzini
Do JB Online

Há uma pesquisa quente nas mãos de uma ala do PT – aquela minoria que gosta da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff. A mulher subiu, de novo, no último mês. Tal como Lula, quanto mais falam dela, mais Dilma aparece nas sondagens estimuladas e espontâneas.

A outra ala do PT torce o nariz. O fato é que o presidente Lula está a cada dia mais convencido de que ela é a melhor candidata do partido para 2010, e vai impor sua decisão. Lula já é um símbolo, está acima do seu governo e do PT. Mas saberá fazer isso de forma elegante. E por que ele a quer?
A melhor técnica que já teve ao seu lado no governo é uma boa aluna de política. E ninguém melhor professor que Lula para ter nela a personificação do PAC. O povo gosta de obra. De ver obra andar, crescer, ser inaugurada. Dilma não tira o PAC da cabeça, e até 2010 saberá de cor o que acontece em todos os rincões do país.

Sábado tem o arraial do Alvorada. Tem gente de olho em Dilma. Temem que ela vá à forra e empurre meia dúzia para a fogueira."

Preparem-se para uma campanha política espetacular

William Waack
.
Barack Obama pode parecer jovem para ser candidato à presidência dos Estados Unidos, mas quem escreveu uma autobiografia aos 33 de idade, como ele fez, parece ter o suficiente de maturidade. “Dreams of my Father” é um documento bastante expressivo de quem passou a maior parte da adolescência tentando entender quem é, e que aos 27 considera-se pronto para a vida. E permanece, na definição brilhante do New York Times, um homem “capaz de encantar quem gosta dele e inescrutável para os críticos”.

Jamais subestime Obama, como o fez Hillary Clinton, e jamais subestime seu adversário republicano, John McCain, um herói de guerra mais durão, resistente, leal e corajoso do que qualquer personagem de filmes épicos. Obama e McCain são donos de lições políticas importantes, especialmente a da capacidade de sobreviver e agarrar-se a uma perspectiva. Mas nos Estados Unidos de hoje, talvez a história de vida de Obama seja capaz de convencer melhor o eleitorado.

Obama é considerado um fenômeno político, dizem sociólogos americanos, muito mais pelas transformações pelas quais a sociedade americana está passando. São transformações profundas trazidas por imigrantes e negros e, na figura de Obama, argumentam alguns, concentra-se a noção de um tipo de “justiça”. Essa não é, evidentemente, uma categoria com a qual se pode operar com segurança nas previsões eleitorais. Mas é uma categoria política no seu sentido mais amplo.

O inescrutável em Obama, conforme assinalam seus críticos, é saber exatamente o que ele quer. Alguns dos perfis políticos e psicológicos de Obama (como o excelente “The Conciliator”, de Larissa MacFarquhar, publicado no “New Yorker” de 7 de maio de 2007) mostram uma personalidade que abandonou a indignação e o protesto em favor, quase sempre, da conciliação e da harmonia. Isso se traduz em que, quando se pensa no Iraque? Ou em que propostas, quando se pensa na rodada de Doha? Ou na política de imigração?

De novo, aqui os amigos de Obama preferem assinalar seu papel histórico, ou melhor, o papel histórico daquilo que ele representa. Nesse sentido, não são tão importantes, para o julgamento da figura, aquilo que ele diz ou até faz mas, sim, aquilo que cristalizou em sua biografia política e através de sua biografia social. É um ponto interessante para sociólogos, antropólogos e cientistas políticos, mas vai dar trabalho a jornalistas e diplomatas, os que mais se interessam em prever o que pode acontecer no curto prazo.

O Jornal da Globo do dia em que Obama agarrou a nomeação democrata (foi nesta última terça, 3 de junho) começou dizendo aos telespectadores que se preparem para uma campanha política espetacular. Aqui, porém, cabe uma nota de cautela. Não esperem um duelo entre mocinho e bandido no estilo dos melhores faroestes americanos. A escolha entre Obama e McCain não é entre direita e esquerda, entre o bem e o mal, entre o progresso e o atraso, entre o liberal e o conservador.

É uma formidável manifestação de um país que reencontra algumas de suas melhores tradições – entre elas a da tolerância, a da liberdade do indivíduo, a da oportunidade garantida a todos – trucidadas para quase uma década de bushismo. Até McCain reconhece isso.

Boa!

Todas As Cores De uma Artista

Todas As Cores De uma Artista:
"Ta indo para onde?
A velocidade não faz sentido se você não souber a direção!"

Marita Trento

Belas Hortências

quinta-feira, 26 de junho de 2008

Blog do Noblat

Blog do Noblat :

"Sai o Exército, volta o tráfico na Providência
De O Globo Online:
Um dia após o Exército deixar o Morro da Providência, no Centro, depois de a Justiça Eleitoral do Rio ter embargado as obras do projeto Cimento Social, traficantes voltaram nesta quarta-feira a marcar seu território, como revela reportagem publicada pelo jornal O Globo nesta quinta-feira ( acesso à íntegra somente para assinantes ). Em algumas casas recém-reformadas pelo projeto, apareceram inscrições com as iniciais de uma facção criminosa - as letras foram escritas com pedaços de tijolo. Policiais militares do Grupamento de Policiamento de Áreas Especiais (Gpae) faziam o patrulhamento na favela, enquanto carros das Rondas Ostensivas Nazareth Cerqueira (Ronac) circulavam no entorno do morro."

BLOG DE JAMILDO

BLOG DE JAMILDO:
"IBGE: inflação já provoca queda na renda do trabalhador

A queda de 1% na renda média real dos trabalhadores nas seis principais regiões metropolitanas do País em maio ante abril foi provocada por causa do aumento da inflação no período, segundo o gerente da pesquisa mensal de emprego do IBGE, Cimar Azeredo. O deflator usado nesse indicador de renda é o INPC médio das seis regiões.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), também calculado pelo IBGE e referente à camada de renda mais baixa da população, tem registrado taxas mais elevadas do que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), já que os produtos alimentícios têm peso maior no INPC. Em maio, o rendimento médio nas seis regiões foi de R$ 1.208,20.

Da Agência Estado"

Carlos Damião - UOL Blog

Carlos Damião - UOL Blog:
"O banco de lá faz a festa aqui

O leitor Chacal denuncia a presença ostensiva em Santa Catarina do Banrisul, banco estadual do Rio Grande do Sul. Há uma grande mídia aí nos jornais, nas TVs e nas rádios, vendendo as qualidades do banco gaúcho. É verdade, Chacal. O Banrisul reforça sua participação no mercado catarinense, por conta de uma política de expansão, mas também porque o Besc perdeu sua força (é hoje um departamento do Banco do Brasil). Claro, meu caro leitor, é que o Banrisul também está atento à grande população rio-grandense que praticamente domina hoje a Grande Florianópolis. Não há estatísticas oficiais, mas é certo que o número de moradores gaúchos na região metropolitana já equivale ou ultrapassa a quantidade de nativos... Logo, nada mais natural que o banco deles também finque bases sólidas no nosso solo."

Blog da Folha

Blog da Folha:
"Valor máximo do Bolsa Família pode chegar a R$ 182


Da Folha Onilne

O valor máximo do benefício do programa Bolsa Família pago às famílias com renda mensal de até R$ 60 vai subir, a partir de julho, dos atuais R$ 172,00 para R$ 182,00. Com a decisão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de reajustar em 8% os benefícios do programa, o valor mínimo pago às famílias pobres do País também vai passar de R$ 18,00 para R$ 20,00.

O ministro Patrus Ananias (Desenvolvimento Social) disse nesta quarta-feira que o valor médio dos benefícios do Bolsa Família vai subir de R$ 78,70 para R$ 80. Segundo o ministro, o aumento de 8% foi fixado com base no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) geral com o objetivo de melhorar o poder de compra das famílias de baixa renda em meio à crise mundial de alimentos.

'A partir de julho, as famílias terão os benefícios corrigidos. Hoje, atendemos no programa mais de 11 milhões de famílias. Isso mostra que ao governo Lula a questão dos pobres passa a ser algo prioritário', afirmou. Leia mais aqui."

quarta-feira, 25 de junho de 2008

Blog da Folha

Blog da Folha:
"Reajuste maior de aposentados perto do plenário


Do Congresso em Foco

O aumento mais generoso para as aposentadorias maiores que um salário mínimo está perto de ir para o plenário da Câmara. E a esperança dos defensores do reajuste é que, constrangidos, os deputados não arrisquem negar um aumento desses para seus eleitores este ano. Se aprovado na Câmara, o Projeto de Lei 1/07 vai à sanção do presidente Lula, que tem o poder de vetar o benefício.

Uma emenda à proposta já aprovada no Senado e numa comissão especial na Câmara equipara o aumento dos aposentados que ganham mais de R$ 415 ao daqueles que ganham apenas um salário mínimo. O reajuste da menor remuneração nacional foi de 9,1%, enquanto do restante dos inativos e pensionistas foi de 5%. Dados do Ministério da Previdência mostram que as contam públicas terão um impacto de R$ 4,448 bilhões por ano caso o projeto seja sancionado por Lula. Leia mais aqui."

Ciro Gomes :

Arquimedes

Arquimedes
--------------------------------------------------------------------------------
(287 - 212 a. C.)
--------------------------------------------------------------------------------
Inventor, engenheiro, mecânico, matemático, astrônomo e filósofo grego, nasceu em Siracusa, cidade-estado grega de Siracusa, na ilha da Sicília, no litoral do Mar Jônico, sem dúvida o mais genial cientista da Grécia antiga.
Reinava então Híeron II, de quem provavelmente era parente. Filho de um astrônomo, estudou em Alexandria, grande centro cultural da época, onde foi discípulo de Euclides em Ciências Matemáticas, e depois voltou a Siracusa, onde permaneceu até a morte. Depois da morte de Híeron (216 a. C.), Siracusa foi sitiada pelas tropas romanas mas pôde resistir durante mais de três anos, graças aos engenhos bélicos de Arquimedes, que construiu poderosas catapultas, com as quais os soldados gregos atacavam os invasores. Seus engenhos de guerra, suas máquinas e as lendas que circulavam sobre suas invenções tornaram-no conhecido em todo o mundo antigo. Finalmente, após cruentas lutas, Siracusa rendeu-se às tropas romanas, comandadas pelo cônsul Marcelo. Durante o massacre que se seguiu à tomada da cidade (212 a. C.), contrariando as ordens de Marcelo, um soldado romano aproximou-se do brilhante cientista e o matou. Em atenção a um desejo seu, serviu-lhe de epitáfio a figura de uma esfera inscrita num cilindro, em honra do que ele considerava sua mais importante descoberta: a relação entre os volumes dos dois sólidos. Da corrente que aliava a pesquisa à prática, essencialmente era um matemático, mas se distraía resolvendo emergências mecânicas, das quais sempre saía gabando-se da solução. Tornou-se conhecido pelos estudos de hidrostática e por suas invenções, como o parafuso sem ponta para elevar água. Também ganhou fama durante a segunda Guerra Púnica, onde se dedicou a inventar engenhosos artefatos bélicos com funcionamento a base de polias, cordas e ganchos, para defesa da sua cidade contra o cerco imposto pelos romanos, em virtude do apoio dela aos cartagineses. Construiu um espelho gigante que refletia os raios solares e queimava à distância os navios inimigos. Muitas das descobertas foram fundamentais para a mecânica, como por exemplo, o princípio da alavanca. Com base neste princípio, foram construídas catapultas que também ajudaram a resistir aos romanos. Depois de mais de dois anos de luta a cidade caiu, foi saqueada e ele morto por um soldado romano. São conhecidos dez dos seus escritos que tratam, principalmente, de princípios e postulados sobre hidrostática (empuxo e flutuação dos corpos), mecânica, astronomia, etc. As conclusões de Arquimedes foram básicas para a evolução da mecânica grega e para o desenvolvimento de estudos do comportamento dos fluidos em geral. Os trabalhos matemáticos foram os que ele mesmo considerou mais importantes. Matematicamente seus estudos baseavam-se na geometria euclidiana e nestes destacam-se o estudo da espiral na obra Sobre Espiral e da parábola na Quadratura da Parábola, onde registrou o célebre axioma sobre áreas de Arquimedes. Em Sobre a Esfera e o Cilindro, parecendo que este foi seu trabalho preferido, provou que a área de uma esfera é quatro vezes a área do seu círculo máximo, entre outras deduções importantes como o cálculo do seu volume. Enunciou a relação entre área e volume dos sólidos geométricos, estabeleceu a relação entre o comprimento da circunferência e seu diâmetro, onde definiu o valor de "pi" como 22/7. Demonstrou que a área de um segmento de parábola é igual a 4/3 da área de um triângulo com base e altura iguais aos do segmento e determinou a área da elipse e os volumes dos elipsóides e parabolóides de revolução. No livro Arenário empregou um sistema de notação numérica baseado nos expoentes, o que evitava as desvantagens do sistema grego de numeração e permitia operar com grandes quantidades. Na mecânica sua mais notável publicação foi Sobre o Equilíbrio de Planos, onde se destaca o axioma de simetria de Arquimedes (lei da alavanca por princípios estáticos). No campo dos fluidos destaca-se a publicação em dois volumes, Sobre Corpos Flutuantes, onde trata de princípios de empuxos e flutuação de corpos sólidos e parabolóides, como por exemplo, o que afirma que um corpo mergulhado em um fluido em repouso, sofre uma impulsão de baixo para cima igual ao peso de igual volume do mesmo fluido (a famosa estória da Eureka!). Provavelmente foi ainda em Alexandria, interessado no problema técnico que era elevar água do Rio Nilo para irrigação dos vales, que este sábio desenvolveu um engenho feito de tubos em hélices presos a um eixo inclinado, hoje denominado de parafuso de Arquimedes (260 a. C.), equipamento este, origem das hoje denominadas de bombas parafuso. É considerado o maior matemático de toda a idade antiga, pois abriu novos caminhos na geometria sólida, lançou as bases do cálculo integral e criou um novo sistema para representar números grandes. Para alguns historiadores é o verdadeiro pai da Física Matemática. Pelo menos duas ciências devem seus fundamentos a este cientista: a estática (estudo do equilíbrio dos corpos) e a hidrostática (estudo do equilíbrio dos líquidos). Enquanto, por exemplo, muito dos Elementos de Euclides, foram compilações, extensões e aperfeiçoamentos de trabalhos feitos por outros, enquanto que cada obra do engenheiro de Siracusa foi uma contribuição original ao conhecimento físico ou matemático e algumas muito importantes chegaram quase intactas até hoje e várias outras foram perdidas.

Romero Jucá

Romero Jucá o líder do governo no Senado, é realmente um político admirável dizem que ele é capaz de liderar qualquer governo, o homem é um polivalente trabalha para qualquer governo que tenha cargos a oferecer.

Carlos Damião - UOL Blog

Carlos Damião - UOL Blog:
"Todos contra ele

É interessante observar o quadro político na Grande Florianópolis. Em Palhoça, Alcides Leonel, que era uma liderança local do PT, filiou-se ao PP. Lá, o PP vai se coligar com o PT para disputar a prefeitura.
Em São José, o PP e o PT também estarão juntos na disputa, contra o PSDB, o PMDB e o PSB. Não está descartada também uma aproximação entre progressistas e petistas em Biguaçu e Florianópolis (aqui, provavelmente no segundo turno).
Todas essas composições têm um único objetivo: derrotar Luiz Henrique da Silveira e seu poderosíssimo esquema político-partidário.
P.S. - Há pouco, na Guarujá, o deputado Clésio Salvaro (PSDB) concedeu entrevista ao jornalista Marcelo Fernandes, confirmando que será candidato a prefeito em Criciúma, tendo um nome do PP como vice. Salvaro é um dos mais fiéis militantes da bancada de Luiz Henrique na Assembléia Legislativa.
Ou seja, o poder local continua se sobrepondo ao poder central. Descentralização? Só para inglês ver: funciona bem para os interesses específicos do PMDB."

terça-feira, 24 de junho de 2008

Heloísa Helena vai concorrer a vereadora



Heloísa Helena vai concorrer a uma vaga de vereadora em Maceió.

Lula e o PT, nada a ver?

Essa é uma pergunta que muita gente deve estar se fazendo nos últimos meses, dentro e fora do governo, principalmente no mundo petista. Questionamento que a cada entrevista do presidente Luiz Inácio Lula da Silva fica ainda mais pertinente. Na última, concedida ao 'Jornal do Brasil', o presidente petista mostrou mais uma vez que não anda muito contente com seus companheiros de partido. De novo criticou a direção nacional do PT por ter vetado a aliança entre o prefeito petista de Belo Horizonte, Fernando Pimentel, e o governador tucano mineiro, Aécio Neves. Foi bem explícito ao dizer que é um 'crítico do comportamento do PT' em relação a BH. Fica claro que os dois lados não estão falando a mesma língua. Lula diz inclusive que seu partido corre o risco de sair perdedor nesse episódio, ao analisar que, 'na política, também quando você cria estigmas contra as pessoas [no caso, contra Aécio Neves] você começa a perder'.

O fato é que está em pauta, nos bastidores petista, uma disputa entre a direção partidária e sua principal liderança, o presidente Lula. Uma contenda que ninguém admite publicamente, mas que corre solta dentro do PT. A atual cúpula petista quer ser mais ouvida e mais influente no próximo governo. Hoje, seu espaço está muito restrito. Lula não dá muita bola para seu partido na hora de decidir os rumos do governo. Reuniu um grupo fiel de assessores e com eles vai governando, sempre deixando claro que a última palavra é sua. Nada mais natural num regime presidencialista, mas nada a ver com o estilo petista que sempre gosta de debater, debater e tomar decisões no estilo assembléia. Claro que uma assembléia formado pelos que comandam o partido. Mas essa é uma outra história, que trata dos diversos grupos petistas.

Vem daí a resistência ao nome da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) em determinadas tendências do partido, a preferida de Lula para sucedê-lo. Se ela ganhar, a atual cúpula deve continuar na mesma situação de hoje, orbitando mas pouco influenciando os destinos do governo. O problema desses grupos insatisfeitos com o estilo Lula é que suas chances de se manter no poder dependem exclusivamente do presidente. Sem ele, esqueçam, o partido terá de voltar para a oposição. Daí que não adianta muito ficar se insurgindo contra o presidente. A cúpula petista pode até bater o pé, virar a cara para os desejos presidenciais nos destinos do partido, mas no quesito sucessão terá de seguir, mesmo a contragosto, as preferências de Lula. Talvez aí esteja o troco. Tudo bem, eles não conseguem impor sua vontade na discussão da sucessão presidencial. Mas dão uma pequena estocada em Lula sinalizando que no partido mandam eles. Sinceramente, quem tem a perder nesse caso, como disse o presidente na entrevista ao JB, é o partido, não ele.

*
E por falar em desejos presidenciais

Lula é tido como um homem de muita sorte. Teve, durante boa parte de seu governo, o vento internacional favorável na economia, ajudando a inflação cair e o país crescer. A oposição costuma dizer que não fosse essa brisa externa as coisas não teriam ido tão bem aqui dentro. Um exagero. Lula tem seus méritos na condução da política econômica. Foi até mais austero em dado momento do que o governo FHC, que também teve lá suas fases de gastança. Voltando à questão da estrela presidencial, é inegável, porém, que o petista tem realmente lá o seu lado de afortunado. Foi em seu governo que a Petrobras desandou a descobrir reservas de petróleo, e de boa qualidade, o leve, que vale mais. Reservas que podem colocar o país entre os principais produtores de petróleo no mundo, tornando o Brasil em algo inimaginável: grande exportador de derivados do ouro negro. Daí que Lula decidiu que vai faturar o máximo com sua sorte. E não só no petróleo. Também na mineração. Ele mandou sua equipe estudar mudanças nas regras atuais que definem quanto o governo federal fatura pela exploração de petróleo e de minerais no país. Quer ganhar mais com as novas reservas descobertas no país e também com a alta dos preços no setor de mineração. Dificilmente seu governo vai saborear a grana que tudo isso vai render. Seu sucessor é que deve lucrar com essas mudanças de regras. Caberá, porém, ao governo atual o debate sobre o que fazer com esse dinheiro. O senador Aloizio Mercadante (PT-SP) sugeriu a criação de um fundo para investimento em educação. Lula parece ter comprado a idéia. Pode fazer toda a diferença. De longe nosso país hoje perde e muito em competitividade por conta das deficiências no nosso sistema educacional. Basta dar uma olhada na falta de mão-de-obra qualificada que está afetando alguns setores da economia depois que o país começou a registrar um novo ciclo de crescimento. A conferir.

Valdo Cruz, 46, é repórter especial da Folha. Foi diretor-executivo da Sucursal de Brasília durante os dois mandatos de FHC e no primeiro de Lula. Ocupou a secretaria de redação da sucursal e atuou como repórter de economia. Escreve às terças.

Blog da Folha

Blog da Folha:
"Estudo: Lula é 4º presidente mais bem aceito nas Américas

Do Terra

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva é o quarto das Américas em aceitação popular, segundo um estudo divulgado pela firma mexicana Consulta Mitofsky, que analisa o apoio dos líderes de 19 países do continente.

Com 55% de aceitação, Lula está atrás apenas dos presidentes da Colômbia, Álvaro Uribe (84%), do México, Felipe Calderón (61%), e da Venezuela, Hugo Chávez (59%).

Lula tem o mesmo índice de popularidade dos líderes boliviano, Evo Morales, e salvadorenho, Elías Antonio Saca. O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, continua como um dos piores da lista, ao receber 30% de apoio em seu país.Leia mais aqui."

UNE

Blog do Noblat :

"Comando da UNE sofre questionamentos
Outro campo em que o PCdoB sofre com o apoio ao governo e ao PT é no movimento estudantil. A União Nacional dos Estudantes (UNE) é, em sua ampla maioria, comandada pela União da Juventude Socialista (UJS), organização alinhada ao PCdoB. Em 2007, a entidade esteve de fora das principais mobilizações do movimento: as ocupações de reitoria em diversas universidades federais, protestando contra a adesão das instituições ao Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni).
O programa do Ministério da Educação é apoiado pela UNE. Desde então, a entidade vem perdendo o controle de vários Diretórios Centrais dos Estudantes para correntes estudantis de partidos de oposição ao governo e ao Reuni, como o PSOL."

Quem sabe Collor?

O presidente Lula quer Romero Jucá ou José Sarney na presidência do senado no ano que vem. Pois olha se ele procurar nos demais 79 senadores dificilmente vai encontrar uma escolha pior. Quem sabe Collor, que tal? que excelente presidente para o senado?

Blog do Noblat

Blog do Noblat :
"PT fará a festa no interior
De Luiz Carlos Azedo:

Quatro anos depois de perder a Prefeitura de São Paulo, a mais importante do país, o PT está confiante de que terá um desempenho eleitoral superior ao de 2004, quando elegeu cerca de 400 prefeitos, mas colheu um resultado aquém do esperado nas capitais. Para o cientista político Alberto Carlos de Almeida, do Instituto Análise, autor do livro A cabeça do eleitor, o otimismo tem fundamento: o PT deve eleger cerca de 15% dos prefeitos do país, duplicando o número de cidades que administra, embora, como em 2004, predomine o crescimento em pequenos e médios municípios."

Todas As Cores De uma Artista

Todas As Cores De uma Artista: "Vai uma frase aí?
Quem mata o tempo não é assassino, é suicida

O homem que se vende, recebe sempre mais do que vale.

A televisão é a maior maravilha da ciência a serviço da imbecilidade humana.

Homens sáo como fogo, estinguem-se se não forem atiçados.

'Não ha fatos eternos, como não há verdades absolutas.' Nietszche

'A distancia mais longa é aquela entre a cabeça e o coração.' Thomas Merton

'O homem é o unico animal que pode permanecer, em termos amigáveis, ao lado das vítimas que pretende engolir, antes de engoli-las.' Samuel Butler

'Haja hoje para tanto ontem.' Paulo Leminski"

Boa pergunta

De Olho na Capital:
"QUEM PAGA A CONTA?
O Walmor Carpes Filho, leitor da coluna, faz uma pergunta muito pertinente, nestes tempos nervosos de composições eleitorais: quem paga a conta dos deslocamentos dos políticos que ocupam cargos no Executivo (alguns até dirigentes partidários) e que têm ido com freqüência ao interior para compor as chapas?

E ele mesmo dá uma boa sugestão: “Seria bom o Ministério Público e a Justiça Eleitoral ficarem de olho”.

Até porque o “normal” é a agenda oficial “coincidir” com a partidária, como forma de justificar a despesa."

segunda-feira, 23 de junho de 2008

DESERTIFICAÇÃO

O que é?
Definição: - Nossa definição: desertificação é o processo a partir do qual determinada área fértil transforma-se em deserto, podendo ocorrer naturalmente ou de forma artificial, pela ação predatória do homem.
Agenda 21: “a degradação da terra nas regiões áridas, semi-áridas e sub-úmidas secas, resultante de vários fatores, entre eles as variações climáticas e as atividades humanas” ( cap. XII). Atualmente a desertificação atinge 60 mil quilômetros quadrados em todo o mundo, equivalendo a um prejuízo de U$ 10 milhões.
Causas principais da desertificação: - desmatamento indiscriminado; - utilização de tecnologias agropecuárias inadequadas; - exploração descontrolada de áreas cujo equilíbrio ambiental é frágil; - queimadas; - mineração; - uso excessivo de agrotóxicos; - poluição; - manejo inadequado do solo; - secas.
Conseqüências ambientais da desertificação: - redução das áreas cultiváveis; - diminuição da produtividade das áreas afetadas; - redução dos recursos hídricos; - aumento da poluição hídrica e atmosférica; - aumento das cheias; - aumento da areia nas áreas produtivas; - destruição da flora e da fauna.
Conseqüências sociais e econômicos: A desertificação não causa apenas os impactos ambientais já mencionados, mas também os sociais e econômicos, como: - a migração descontrolada para as áreas urbanas, causando os “inchaços” das grandes metrópoles; - desagregação das unidades familiares com o êxodo; - crescimento da pobreza ante a degradação e perda do solo; - crescimento das conseqüências patológicas devido à escassez de água; - perda do potencial agrícola da área atingida; - perda da qualidade de vida tanto da região atingida, quanto da periférica; - perdas econômicas que segundo dados do Ministério do Meio Ambiente podem chegar a US$800 milhões, só no Brasil.
Desertificação no Brasil: A desertificação encontra-se em maior escala nas regiões do Nordeste (principalmente Gilbués- PI, Irauçuba- CE, Seridó- RN e Cabrobó- PE) e do norte de Minas e do Rio Grande do Sul (deserto dos pampas). Para que esse problema seja contornado, o Ministério do Meio Ambiente, dos Recursos Hídricos e da Amazônia Legal vem implementando o Plano Nacional de Combate à Desertificação, tendo como principais diretrizes da política de controle da desertificação: - fortalecimento da comunicação e do fluxo de informações sobre a desertificação; - capacitação de recursos humanos em gestão de recursos naturais em áreas sujeitas à desertificação; - sensibilização e conscientização da população das áreas afetadas; - elaboração de programas de monitoramento, prevenção e recuperação da desertificação; - criação de capacidade operacional de controle da desertificação a nível local; - busca da participação da sociedade civil na elaboração e implementação do Plano Nacional de Combate à Desertificação. Esse plano inclui ainda o “Projeto de Dessalinização e Prevenção da Salinização de Solos”, que tem como principais diretrizes políticas: - enfatizar a necessidade de se considerar a importância da drenagem nos projetos de irrigação, seguramente uma das maiores causas da degradação; - compatibilizar o Programa com as políticas nacionais e regionais buscando a implementação de ações compartilhadas; - estimular o desenvolvimento e a utilização de tecnologias de prevenção da salinização e da reabilitação de solos salinizados; - estabelecer diretrizes visando prevenir os processos de salinização, a serem consideradas por ocasião da elaboração dos projetos de irrigação; - apoiar e promover o treinamento em serviço de técnicos, visando a formação de equipes regionais capazes de atender o potencial de demanda nessa área.
Arca de Noé

Blog do Noblat

Blog do Noblat:

"83% dos alunos têm professor insatisfeito
De Antônio Góis:
Os professores brasileiros, com exceção apenas de seus colegas uruguaios, são os mais insatisfeitos com seus salários, segundo um relatório divulgado ontem pela Unesco, no comparativo entre 11 países em desenvolvimento. No estudo, 83% dos alunos do ensino primário (equivalente, no caso brasileiro, aos quatro primeiros anos do ensino fundamental) estão em classes cujos docentes se declararam insatisfeitos com os salários.
O relatório também mostra, como já evidenciado em outros estudos da Unesco, que as taxas de repetência no ensino primário no Brasil destoam, e muito, das de outros países. No Brasil, a repetência chega a 19% dos alunos no ensino primário, mais que o dobro da verificada no segundo país com maior percentual, o Peru, com 8,8%.
O estudo da Unesco, intitulado 'Um Olhar para o Interior das Escolas Primárias', faz parte do programa WEI (sigla, em inglês, de Indicadores Mundiais de Educação), que monitora a educação em países em desenvolvimento."

domingo, 22 de junho de 2008

COMEÇAR DE NOVO MESMO!

Aproveite essa maravilhosa invenção humana, o calendário, o tempo dividido em fatias, para renascer em hábitos e projetos. Para ser melhor como ser humano. Contrarie uma certa biologia que diz que, individualistas, somos bichinhos feitos para competir e engolir os semelhantes, e não para a cooperação, para a fraternura, para a amorosidade. Ao virar a página de 2007, rebele-se contra tudo que está programado como mera festa e coloque no lugar do previsto a fé, a novidade de verdade, o sabor do que virá. Ao invés de buscar as ciências do inexplorado e as previsões do futuro, beba na fonte das tradições dos povos mais antigos, onde a sabedoria tem valor.

Comece o ano com o ensinamento dos índios Aymara, que vivem há séculos na região andina banhada pelo lago Titicaca. Eles aprenderam com a vida e sua mística que a Paz mais duradoura e plena – luz de Deus em nós – só é encontrada na combinação de sete outras, com as quais temos que... fazer as pazes!

Neste 2008, meu parceiro, faça as pazes consigo mesmo, com seu corpo, com sua mente: busque um dia-a-dia saudável, sem cigarro, comilança e sedentarismo, amanhecido entre o bem espreguiçar e o bom dia a dar, com sinceridade, a todos. Faça também as pazes com seus antepassados, com os que já partiram, e cujas qualidades você tem o dever de continuar, para que a dolorosa saudade dos amados que se foram não seja vã: eles agora transvivem em outro plano mas continuam em nós. Faça as pazes também com o que passou de vez, para que esse passado superado não more em você como preocupação, ressentimento, remorso, dívida pesada – a cada dia basta o seu presente de cruz e luz.

Faça as pazes com o futuro, tão negado pela sociedade de consumo, que nos quer prisioneiros do imediato comprável: acredite num outro mundo possível, numa sociedade de iguais, num tempo de cuidados com o planeta e sem injustiças sociais. Faça as pazes com o seu próximo, mais valioso que qualquer pedra preciosa, e perceba-o em sua existência como o mais profundo sentido dela: o céu são os outros, ser humano algum é uma ilha, “quem de dentro de si não sai vai morrer sem amar ninguém”. Faça as pazes, para tanto, com o mais próximo dos próximos, que é o seu vizinho ou parente, aquele que toca o seu cotidiano e testa, sendo outro, o seu proclamado amor pela humanidade: doar-se ao geral sem saber conviver com o particular – servindo e cobrando – é mentira a cores, é discurso vazio. Por fim, faça as pazes com nossa casa comum, a Terra, com os maltratados caminhos por onde seus pés pisam. Lembre-se que o planeta está doente e que cada gesto seu, plantando uma árvore, reciclando o lixo, rejeitando o desperdício, retirando os excessos sonoros, ajuda este paciente que nós mesmos envenenamos a recuperar sua saúde, para o bem de todos nós.

Com tudo isso, que é tão pouco pelo benefício que proporciona, eu nem precisaria ser convencional, mas como o Senhor Tempo indica, em novidade de caderno em branco e livro não lido, Feliz 2008, amigo, e muita Paz, amiga!

OBS: a tradição da paz Aymara foi divulgada pelo senador e professor Cristóvam Buarque - O Globo, 22/12/07
Chico Alencar

Visão


*100 leitores*

*100 leitores*:
"Marcas brasileiras
Saiu hoje o estudo anual divulgado pela BrandAnalytics Consultoria que avalia as marcas mais valiosas do Brasil. Aí vai a lista :


1. Bradesco - R$ 11 bilhões
2. Itaú - R$ 9 bilhões
3. Banco do Brasil - R$ 7 bilhões
4. Natura - R$ 3,7 bilhões
5. Skol - R$ 3,3 bilhões
6. Brahma - R$ 2,8 bilhões
7. Petrobras - R$ 2,1 bilhões
8. Antarctica - R$ 1,9 bilhão
9. Unibanco - R$ 1,6 bilhão
10. Vale - R$ 1,2 bilhão


Percebam que das 10 marcas mais valiosas do país, 7 são bancos ou cervejas, ou seja, gastar muito em publicidade, mesmo tendo na prática um mal atendimento ou causando acidentes de trânsito, funciona. Assim como funcionou para as gigantes Vale e Petrobras que estão nessa lista por motivos de fácil compreensão. A surpresa fica por conta da Natura, uma empresa de cosméticos e afins, que não investe tanto em publicidade como as outras, mas que, devido à confiança de seus compradores em sua marca, alcançou o quarto lugar."

Palpitemos Todos

PABLO NERUDA

Todas As Cores De uma Artista:
"'Morre lentamente quem não viaja, quem não lê,
quem não ouve música,
quem não encontra graça em si mesmo.

Morre lentamente quem destrói o seu amor-próprio,
quem não se deixa ajudar,
morre lentamente quem se transforma em escravo do hábito, repetindo todos os dias os mesmos trajetos, quem não muda de marca, não se arrisca a vestir uma nova cor ou não conversa com quem não conhece.
Morre lentamente quem faz da televisão o seu guru.

Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o negro sobre o branco e os pontos sobre os 'is' em detrimento
de um redemoinho de emoções, justamente as que resgatam o brilho dos olhos, sorrisos dos bocejos, corações aos tropeços e sentimentos.

Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz com o seu trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho, quem não se permite pelo menos uma vez na vida a fugir dos conselhos sensatos.
Morre lentamente, quem passa os dias queixando-se da sua má sorte ou da chuva incessante...
Morre lentamente, quem abandona um projeto antes de iniciá-lo, não pergunta sobre um assunto que desconhece
ou não responde quando lhe indagam sobre algo que sabe.

Evitemos a morte em doses suaves, recordando sempre que estar vivo exige um esforço muito maior que o simples fato de respirar.
Somente a perseverança fará com que conquistemos um estágio pleno de felicidade'

Pablo Neruda"

IDEB

Blog do Petta - A Juventude por um outro Brasil:
"Avaliando o Ideb

Os dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) divulgados na última quarta podem ser interpretados de maneiras distintas. Apesar do crescimento nas notas, até mesmo o governo federal mostra pouco otimismo, pois o que ocorreu foi uma diminuição da ruindade, ao invés de melhoria.

Numa primeira avaliação, podemos citar que, se as metas para 2009 foram atingidas com o Ideb atual, elas precisam ser revistas e niveladas a um patamar o mais alto possível. Isso tudo tomando como parâmetro a realidade do sistema, principalmente nas áreas mais carentes. Conseqüentemente, a medida forçaria mais investimentos na Educação por parte do governo.

Outra coisa que não pode passar batida é o comprometimento de Estados e Municípios com o Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), elaborado pelo MEC. Somente com a ação integrada de todas as esferas governamentais é que conseguiremos saltos significativos na qualidade do ensino público. Porém, vale lembrar que há alguns lugares ainda não sintonizados – por motivos políticos ou vai saber quais – com o PDE.

Finalmente, lembro que 16 Estados tiveram notas aquém da média nacional. Portanto, a melhoria dos resultados só serve para indicar uma mudança de rumos nas políticas públicas para a Educação. Como afirmou o próprio ministro Fernando Haddad, há ainda muito a se fazer."

DE QUEM É A VACA?

Era uma vez, uma vaca jovem, bonita, gostosa e safada que gostava muito de pular cerca... Que vida boa levava ela! Cada dia era um touro diferente... Apesar dos conselhos de sua mãe, mansa, velha, experiente e chifruda, ela continuava a viver uma vida perigosa e depravada. Até que se apaixonou por um touro jovem, sarado e viril de uma propriedade vizinha, entregou-se a ele de corpo, alma e chifres... Foi uma paixão avassaladora que a deixou de quatro, orelhas murchas e cola erguida pelo bonitão. Só que, ao erguer a cola, esqueceu-se do preservativo, fato que rendeu-lhe uma gravidez indesejada e muito preocupante.
.
Temendo a reação da “vaca véia”, a pobre rês apaixonada e embuchada foge com seu príncipe taurino para a propriedade vizinha. O corno reprodutor desconfia de sua amada chifruda, mas mesmo “com uma pata atrás”, aceita aquela pobre ninfeta bovina e passam a viver juntos.
Mas, mesmo para os bovinos, a vida de casado não é nada fácil, principalmente se o marido é um renomado reprodutor e tem, por obrigação “traçar” todas as suas companheiras de curral, se não ele é quem será traçado por um espeto. Vendo seus chifres crescerem, a miserável rês, agora não tão apaixonada assim, fica indignada, mas não pode fazer nada, pois precisa de um pai para seus filhotinhos.
.
Nascem duas adoráveis vaquinhas: uma puxou o pai, a outra não se sabe... Ocorrência que deixou o bonitão reprodutor cego de cólera e expulsou a vaca safada e o filhote cuja paternidade era duvidosa. A única solução, depois de levar uma patada no traseiro, era baixar a cola e pedir asilo a sua mãe, que provavelmente a perdoaria e aceitaria de volta, porque no coração materno não cabe ódio...
.
A mãe perdoou e a recebeu de patas abertas, mas o proprietário da fazenda não gostou nem um pouco da situação... E quando os humanos se metem nos problemas dos animais, procuram a justiça humana... Foi o que o fazendeiro fez, levou o caso para a justiça, que achou por bem, fazer o exame de DNA para saber de quem é o animal, já que a rês voltou marcada pelo outro proprietário (soluções modernas para problemas arcaicos).
.
Enquanto o resultado do DNA não sai, vaca véia, vaca nova e netinha vivem felizes; e o chifrudo bonitão continua exercendo sua função de reprodutor, esperando sua filhotinha crescer para “traçá-la” também.
.
Animais com animais se entendem perfeitamente, mesmo em linhas tortas, porque entre eles ainda existem o instinto materno e o perdão. Uma patada de luva nos humanos...
Márcio Roberto Goes
Quase humano

Vida

Vida *

A vida nada mais é do que o alçar do vôo de um pássaro,

Num instante, tão de repente, célere, passa por nós.

Ora qual condor. Ora como o beija-flor,

Adejando, minuciosamente, cada flor do caminho.

Outra, como a águia: agitada, tenaz, pertinaz,

Por vezes, tão tenra como um canário,

Sem saber o que fazer!

Outra, tão cheia de luzes, risos, alegria,

Qual araras tem tamanha algazarra!!!

Frances de Azevedo

Charge


Charge


sexta-feira, 20 de junho de 2008

Proteção

Joana d'Arc

Joana d'Arc
--------------------------------------------------------------------------------
(1412 - 1431)
--------------------------------------------------------------------------------
Heroína francesa nascida em Domrémy, na região francesa do Barrois, chamada de A Donzela de Orléans, por ter sido decisiva para mudar o rumo da guerra dos cem anos, entre a França e a Inglaterra. Filha de um casal de lavradores, movida por uma fé incomparável, aos 13 anos dizia ouvir vozes divinas como do arcanjo são Miguel, além de santa Catarina e santa Margarida, ordenando que salvasse a cidade, sitiada pelos ingleses. Partiu de sua aldeia e obteve de Robert de Baudricourt, capitão da guarnição de Vaucouleurs, uma escolta para guiá-la até Chinon, onde se achava refugiado o rei da França, Carlos VII, visto que o país estava quase todo em mãos dos ingleses. Diante de sua impressionante segurança, o rei lhe entregou o comando de um pequeno exército para socorrer Orléans (1428), então sitiada pelos ingleses. No caminho, a atitude heróica da humilde camponesa atraiu adesões para as tropas que comandava. À frente desse aparentemente insignificante exército, derrotou os invasores, reacendeu o nacionalismo francês e conduziu o rei Carlos VII a Reims, onde foi coroado. Seguindo sua saga de libertação empreendeu o ataque que a Compiègne (1430), porém a heroína foi aprisionada pelos borgonheses, aliados dos ingleses. Prisioneira sofreu um julgamento por meio de um tribunal espiritual comandado pelo ambicioso bispo Pierre Cauchon, de modo a fazê-la perder sua auréola de santa, ou seja, os borgonheses temiam que sua morte sumária pudesse torná-la um mito mais fervoroso e conseqüentemente mais perigoso da resistência francesa. No jogo de interesses políticos que envolveu sua figura de heroína, ela não encontrou apoio por parte do rei que tanto ajudara e foi acusada de feitiçaria, declarada herética e, sem direito a um defensor foi condenada. Supliciada publicamente na praça do Mercado Vermelho, em Rouen, ali foi queimada viva, aos 19 anos. Seu sacrifício despertou novas energias no povo francês, que finalmente expulsou os ingleses de Calais. A Igreja Católica reconheceu sua santidade, beatificou-a (1909) e depois canonizou-a (1920) pelo papa Bento V.

O fantasma do passado?

José Gervasio Artigas

José Gervasio Artigas
--------------------------------------------------------------------------------
(1764 - 1850)
--------------------------------------------------------------------------------
Militar e político uruguaio nascido em Montevidéu, Uruguai, conhecido como Protetor do povo e mais tarde como O libertador, tornando-se um símbolo do esforço das nações sul-americanas pela libertação do jugo colonial. De uma família de grandes proprietários de terra, entrou para o exército espanhol (1797) e chegou a chefe da polícia montada. Apoiando a rebelião antiespanhola ocorrida em Buenos Aires (1810), assumiu a chefia dos orientales, como eram conhecidos os uruguaios, derrotando os espanhóis em Las Piedras e chegando a sitiar Montevidéu, mas teve que recuar para Buenos Aires. Enviou delegados à Assembléia Constituinte das províncias da região de La Plata (1813); mas como a assembléia não os recebesse, declarou guerra contra os desígnios hegemônicos de Buenos Aires e passou a chefiar o movimento de independência da Banda Oriental. A luta durou sete anos, mas incapaz de resistir aos centralistas e portugueses, foi definitivamente derrotado em Tacuarembó (1820). Retirou-se então para o Paraguai, onde faleceu em Ibiray, próximo a Assunção. Em sua agitada vida pública, despertou fiéis admiradores e seguidores, assim como também poderosos inimigos. Enquanto os primeiros o chamaram defensor da libertade, os segundos o acusaram de anarquista e traidor.

quinta-feira, 19 de junho de 2008

Municípios brasileiros com a menor taxa de analfabetismo

Confira a lista dos municípios brasileiros que têm a menor taxa de analfabetismo de jovens e adultos (pessoas com 15 anos ou mais).

Ordenados por taxa:

UF Município Taxa de analfabetismo (%)
SC São João do Oeste 0,91
RS Morro Reuter 1,60
RS Harmonia 1,79
SC Pomerode 1,87
RS Bom Princípio 1,92
RS São Vendelino 1,94
RS Feliz 1,94
RS Lagoa dos Três Cantos 1,95
RS Salvador das Missões 2,23
RS Ivoti 2,29
PR Quatro Pontes 2,43
RS Vale Real 2,54
SC Timbó 2,60
RS Dois Irmãos 2,64
SC Jaraguá do Sul 2,65
RS São José do Hortêncio 2,69
RS Teutônia 2,71
SC Blumenau 2,79
RS Linha Nova 2,80
RS Nova Petrópolis 2,81
RS Colinas 2,82
RS Presidente Lucena 2,85
RS Arroio do Meio 2,86
RS São José do Inhacorá 2,86
RS Picada Café 2,89
RS Boa Vista do Buricá 2,91
SP Águas de São Pedro 2,94
SP São Caetano do Sul 2,99
SC Balneário Camboriú 3,00
SC Tunápolis 3,04
RS Imigrante 3,08
RS Pareci Novo 3,09
RS Nova Boa Vista 3,18
RS Quinze de Novembro 3,21
RS Chuí 3,21
RS Santa Maria do Herval 3,22
RS Santa Tereza 3,36
SC São Bento do Sul 3,37
PR Curitiba 3,38
SC Joinville 3,41
RS Porto Alegre 3,45
SC Indaial 3,48
RS Victor Graeff 3,53
RS Santo Cristo 3,54
RJ Niterói 3,55
SC Florianópolis 3,56
SP Santos 3,56
RS Estrela 3,56
SC Schroeder 3,59
RS Carlos Barbosa 3,61
RS Caxias do Sul 3,65
PR Entre Rios do Oeste 3,67
RJ Nilópolis 3,76
RS Nova Bassano 3,81
RS Campina das Missões 3,82
RS São Pedro do Butiá 3,82
RS Santa Clara do Sul 3,84
SC Gaspar 3,86
RS Bento Gonçalves 3,89
RS São Pedro da Serra 3,91
RS Esteio 3,91
SC Rio dos Cedros 3,93
SC Brusque 3,93
SC Luzerna 3,96


Em ordem alfabética, a partir dos estados:

UF Município Taxa de analfabetismo (%)
PR Curitiba 3,38
PR Entre Rios do Oeste 3,67
PR Quatro Pontes 2,43
RJ Nilópolis 3,76
RJ Niterói 3,55
RS Arroio do Meio 2,86
RS Bento Gonçalves 3,89
RS Boa Vista do Buricá 2,91
RS Bom Princípio 1,92
RS Campina das Missões 3,82
RS Carlos Barbosa 3,61
RS Caxias do Sul 3,65
RS Chuí 3,21
RS Colinas 2,82
RS Dois Irmãos 2,64
RS Esteio 3,91
RS Estrela 3,56
RS Feliz 1,94
RS Harmonia 1,79
RS Imigrante 3,08
RS Ivoti 2,29
RS Lagoa dos Três Cantos 1,95
RS Linha Nova 2,80
RS Morro Reuter 1,60
RS Nova Bassano 3,81
RS Nova Boa Vista 3,18
RS Nova Petrópolis 2,81
RS Pareci Novo 3,09
RS Picada Café 2,89
RS Porto Alegre 3,45
RS Presidente Lucena 2,85
RS Quinze de Novembro 3,21
RS Salvador das Missões 2,23
RS Santa Clara do Sul 3,84
RS Santa Maria do Herval 3,22
RS Santa Tereza 3,36
RS Santo Cristo 3,54
RS São José do Hortêncio 2,69
RS São José do Inhacorá 2,86
RS São Pedro da Serra 3,91
RS São Pedro do Butiá 3,82
RS São Vendelino 1,94
RS Teutônia 2,71
RS Vale Real 2,54
RS Victor Graeff 3,53
SC Balneário Camboriú 3,00
SC Blumenau 2,79
SC Brusque 3,93
SC Florianópolis 3,56
SC Gaspar 3,86
SC Indaial 3,48
SC Jaraguá do Sul 2,65
SC Joinville 3,41
SC Luzerna 3,96
SC Pomerode 1,87
SC Rio dos Cedros 3,93
SC São Bento do Sul 3,37
SC São João do Oeste 0,91
SC Schroeder 3,59
SC Timbó 2,60
SC Tunápolis 3,04
SP Águas de São Pedro 2,94
SP Santos 3,56
SP São Caetano do Sul 2,99

O paraíso da pedofília

Disse o senador Magno Malta, presidente da CPI da pedofilia, que a "Internet é o paraíso da pedofília". Francamente, tenho minhas dúvidas se tem mais pedófilos no Internet ou no senado federal?

Clarinha em 2047

Desde 2005, quando nasceu a minha única filha, Maria Clara, comecei a pensar mais seriamente sobre o planeta que a minha geração está construindo para os nossos filhos e filhas. Não faço a menor idéia de como será o mundo em 2047, quando a Clarinha tiver os mesmos 42 anos que tenho hoje, mas tudo indica que vamos deixar para essas crianças uma Terra muito distinta daquela que encontramos quando nascemos. E não fazemos tudo que é possível para que seja uma Terra melhor.

Assim, a cada ano no Dia do Meio Ambiente, vem uma culpa enorme pelo fato de a minha geração não ter conseguido sequer encaminhar a solução para problemas chave para o planeta. De mudanças no clima à introdução de seres transgênicos na agricultura e na alimentação, passando pela perda acelerada e irreparável de diversidade biológica e a contaminação irreversível da maioria dos recursos hídricos de superfície. Tudo nos leva a dimensões da existência que nunca experimentamos antes.

Aqui no Brasil também colaboramos forte para a incógnita ambiental. Radicalizamos um padrão de crescimento econômico baseado na ultraexploração da natureza e anualmente seguimos perdendo milhares de quilômetros de florestas – vide os índices que o Inpe acabou de mostrar nesta semana. Tudo para garantir o superávit fiscal de cada dia, independentemente dos brutais efeitos sobre a terra, a água e o ar e as pessoas.

Há muito eu estimo que os seres humanos haviam intervido no ambiente além de nossa capacidade de reverter as intervenções, mas preferia não enfrentar esse fato em toda sua gravidade. Essa fatalidade histórica era demais para mim Infelizmente, terminei por confirmar minha intuição em um final de tarde de janeiro de 2003.

Naquele dia, eu entrevistei para o falecido O Pasquim o físico austríaco Fritjof Capra, autor dos best sellers "Tao da Física" (1975) e "O Ponto de Mutação" (1982). Capra é um visionário que alia sensibilidade pessoal a um profundo conhecimento científico de física quântica. Em seus livros, que se tornaram referência para o movimento ambientalista ocidental, ele anteviu macrotendências ecológicas dramáticas para o futuro da humanidade. É uma espécie de Julio Verne ambiental a enxergar décadas antes aquilo que a maioria constata muito tempo depois.

Lá pelas tantas na entrevista, Capra deixou escapar algo que me surpreendeu: ele acredita que o ponto de mutação da Terra, o ponto a partir do qual não há retorno, já passou.

"Eu decidi não ficar paralisado pelo medo de reconhecer que é muito tarde", deixou escapar. Fisguei a isca e perguntei: "O que o senhor quer dizer com "muito tarde"?`. "Que podemos chegar a um ponto crítico entre 10 e 20 anos. Podemos chegar a uma situação sem volta. Eu me refiro aos danos causados pelas mudanças do clima, pelo aquecimento global, pela extinção de espécies, que tem sido tão grande que o planeta pode simplesmente nunca se recuperar". E mais não disse, talvez receoso pelos efeitos que tal declaração, com o peso da autoria de quem a fez, alcançasse mundo afora.

Por isso escrevo este artigo ácido como uma chuva sulfurosa. Não me sinto mais no direito de passar outro Dia do Meio Ambiente criando para mim e para quem me lê a impressão falsa de que está tudo mal, mas há uma saída logo ali na frente. Que a qualquer momento um redentor descerá à Terra e consertará as opções civilizatórias erradas que a espécie humana fez.

Criar a Clarinha nesse contexto é um enorme desafio, por não saber exatamente em que direção o mundo caminha. Assim, como o Capra, para não me sentir emparedado recorro ao raciocínio do filósofo italiano Antonio Gramsci: podemos ser pessimistas na avaliação, mas precisamos ser otimistas na ação. Aliás, também a Anistia Internacional vai nesse sentido. Recentemente, avaliou como "fracasso" a implementação da Declaração Universal dos Direitos Humanos, de 1948, embora demande de todos os governos a urgência de colocá-la em prática.

É certo que a minha geração não tem culpa sozinha pelas opções que se vêm construindo ao longo da História, mais especificamente a partir da Revolução Industrial. Ali a humanidade optou pelos combustíveis fósseis para fornecer energia às máquinas que então começavam a modelar o sistema produtivo. Nossos antepassados sequer imaginaram que a queima da madeira, do carvão, do gás e dos óleos combustíveis produziriam os gases causadores das mudanças no clima que se mantêm ativos por séculos.

Mas, a minha geração – em verdade, a nossa geração, caro leitor - tem a obrigação ética e moral de deixar para a Clarinha e todas as crianças (todas mesmo, inclusive as crianças não brancas e pobres de todos os cantos do planeta) uma Terra equilibrada. No mínimo porque será uma tremenda covardia se os nossos filhos crescerem e perceberem que deixamos sem rumo nem direção o enorme avião Terra em que os embarcamos.

Carlos Tautz é jornalista.

Belos


Vida Global

Vida Global:

"Total de refugiados no mundo chega a 67 milhões

O número total de refugiados no mundo inteiro atingiu o recorde de 67 milhões no ano passado, revelou hoje o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, que atende a 25 milhões.

'Depois de um declínio entre 2001 e 2005, vimos dois anos de alta, 2006 e 2007. É preocupante', observou o alto comissário da ONU, António Guterres, ex-primeiro-ministro de Portugal. 'No momento, ainda temos uma mistura complexa de desafios globais que pode levar a mais deslocamentos forçados no futuro.'

Por nacionalidade, o maior contingente é afegão, cerca de 3,1 milhões de refugiados. Em segundo lugar, vem 2,3 milhões de iraquianos. Só nas vizinhas Síria e Jordânia, há 2 milhões de refugiados iraquianos."

O turismo sai ganhando



Com a saída da ministra Marta, para concorrer a prefeitura de São Paulo a esperança é que o setor do Turismo no Brasil saia ganhando, quanto as paulistas, já a certeza não é assim tão grande.

Fotos Antigas

quarta-feira, 18 de junho de 2008

Blog do Noblat

Blog do Noblat :

"Floresta vira pasto
De Leonel Rocha:
O boi invadiu a Amazônia. Estudos feitos pela Amigos da Terra, Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip), mostram que, no ano passado, pela primeira vez na história, o número de animais abatidos nos nove estados da Amazônia Legal ultrapassou 10 milhões de cabeças, quase metade do registrado em todo o país. O ritmo representou um aumento de 46% no volume de carne em relação a 2004, de acordo com o levantamento publicado em maio pela instituição. Todo esse plantel destinado aos frigoríficos para ser transformado em picanha, filés e outros derivados, inclusive os destinados à indústria no Brasil e em nove países importadores do boi nacional, nasceu em fazendas localizadas nas bordas da maior floresta tropical do mundo, boa parte delas em áreas desmatadas ilegalmente. "

"Fora Exército"

Desde as "Diretas, já", de 1984, não me lembro de gente na rua gritando "Fora Exército" e jogando pedras em soldados. Mas é o que está ocorrendo no morro da Providência, no Rio, onde um tenente, três sargentos e sete soldados entregaram três rapazes, de 17, 19 e 24 anos, para serem torturados e mortos por uma quadrilha de traficantes de um morro rival.

Uma ação bárbara, brutal e acima de tudo covarde. O tenente Vinícius Ghidetti, de 25 anos, estava mal-humorado e tinha prendido os rapazes por supor que havia "um volume" debaixo da roupa de um deles que sugeria uma arma. Não havia arma nenhuma, o rapaz deve ter se exasperado e o tenente mudou o alvo da ira. Não era mais o "volume", passou a ser o "desacato".

Por causa disso, os três foram levados para o morro vizinho, da Mineira, e entregues de bandeja para assassinos armados. Certamente, o tenente não achava que os traficantes iriam fazer apenas um carinho nas vítimas, e os corpos dos rapazes foram encontrados como lixo num aterro sanitário. Foi ou não crime premeditado?

A ação desencadeou uma série de reações em Brasília, onde se pergunta (sabendo a resposta), por que o Planalto determinou a participação do Exército no projeto "Cimento Social", de recuperação de casas, se não havia precedente de uma ação militar assim, num local assim?

Fontes extra-oficiais do Exército tentam jogar a culpa para o Planalto e a Defesa, dizendo que a Força era contra a sua participação no projeto e prevaleceu o interesse político, já que o autor da idéia foi o senador e bispo da Universal Marcelo Crivella (PRB), candidato à Prefeitura do Rio e aliado do governo federal.

Mas isso é apenas uma parte da história, sobre entrar ou não no morro. Uma outra parte é que a Aman, casa de excelência do Exército, formou um oficial capaz de desdenhar da ordem do superior e de cometer um crime absurdo como esse, junto com 10 outros homens da Força. Que tipo de formação é essa? Quantos outros tenentes assim estão dando ordens por aí?

Depois de 20 anos de esforços para limpar a imagem de truculência durante a ditadura militar, os oficiais de várias patentes estão desolados com o episódio no Rio. Dizem que "uma andorinha só não faz verão". Ok. Um soldado só não compromete toda uma instituição.

Mas o fato é que o tenente e sua turma são responsáveis pela tortura, desaparecimento e morte de três cidadãos, inclusive um menor, que estavam desarmados e sob a tutela do Estado. E isso remete para as mais profundas cicatrizes da alma do Exército Brasileiro.

Eliane Cantanhêde é colunista da Folha, desde 1997, e comenta governos, política interna e externa, defesa, área social e comportamento. Foi colunista do Jornal do Brasil e do Estado de S. Paulo, além de diretora de redação das sucursais de O Globo, Gazeta Mercantil e da própria Folha em Brasília.

Charges


Novas celebridades

A Internet tem tornado pessoas simples em celebridades, são as novas tendências do mundo, se isso é bom só o futuro dirá, por ora eu acho que é.

terça-feira, 17 de junho de 2008

Conversa de Mulheres

Duas mulheres conversam:
— Alguma vez você viu um homem que deixou você com vontade de ser solteira?
— Já.
— Quem?
— O meu marido.

Vida Global

Vida Global:
"Unicef teme por 6 milhões de crianças etíopes

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) teme pela desnutrição de 6 milhões de crianças com até cinco anos na Etiópia, que tem a segunda maior população entre os países da África, com cerca de 80 milhões de habitantes.

Na semana passada, o governo etíope estimou que mais 4,5 milhões de pessoas vão precisar de ajuda de alimentos de emergência, além dos 8 milhões que já recebem essa ajuda.

Mais de 126 mil crianças tem necessidade de tratamento de emergência contra a desnutrição. O Programa Mundial de Alimentos precisa de mais US$ 150 milhões só para a Etiópia.

O governo britânico prometeu uma ajuda de 10 milhões de libras, cerca de US$ 20 milhões."

Representação política

O Brasil merece uam representação política de melhor qualidade. Para isso outubro está chegando.

Desalento

O quadro político brasileiro, vez por outra, chega a ser desalentador. Isso num ano em que vamos escolher todos os vereadores e prefeitos.

Vida Global

Vida Global:
"Obama lidera disputa apertada

O candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, senador Barack Obama, superou seu rival republicano, senador John McCain, em pesquisa da rede de televisão NBC e o jornal The Wall Street Journal divulgada ontem.

Obama teve 47% das preferências, contra 41% para McCain, o que indica uma disputa apertada em 4 de novembro.

A vantagem é significativamente menor do que a do Partido Democrata, que tem o apoio de 51% contra 35% para o Partido Republicano. Isso indica que os democratas devem ampliar sua maioria na Câmara e no Senado."

Raio no Cristo

Animais


Belas

segunda-feira, 16 de junho de 2008

Faltam professores de Química, Matemática, Biologia e Física

Muitos e talentosos jovens poderiam seguir a carreira do magistério, mas os baixos salários e as péssimas condições de trabalho tem afastado milhares de jovens do magistério. Resultado faltam professores de Química, Matemática, Biologia e Física em quase todos os estados Brasileiros.

laryff.com.br

laryff.com.br:
"Uns com tanto, outros com tão pouco…

Segundo relatório da FAO (Organização para Agricultura e Alimentos da ONU), o planeta tem um bilhão de gordos contra 820 milhões de famintos."